Doping: João Rodrigues suspenso por 7 anos, Samuel Caldeira e Ricardo Mestre por 3

Ciclistas envolvidos em escândalo de doping no ciclismo

Foto: Nelson Inácio | Sul Informação – Arquivo

O ciclista algarvio João Rodrigues, vencedor da Volta a Portugal em 2019 e da Volta ao Algarve em 2021, foi suspenso por sete anos por uso de doping, anunciou esta terça-feira, 4 de Outubro, a Autoridade Antidopagem de Portugal. Samuel Caldeira e Ricardo Mestre, também algarvios, estão impedidos de competir “apenas” por três anos. 

A pena de João Rodrigues é a mais gravosa para os sete ciclistas da W52/FC Porto que estão suspensos desde Julho.

De acordo com a Autoridade Antidopagem de Portugal, o algarvio, natural de Faz Fato (Tavira), cumprirá um castigo de quatro anos, da União Ciclista Internacional, por «anomalias no passaporte biológico», a que se somam mais três anos por «posse de método proibido».

Ricardo Mestre, castromarinense que venceu a Volta a Portugal em 2011, e Samuel Caldeira foram suspensos por três anos «por posse de substância proibida e método proibido».

Entre os atletas suspensos estão também Ricardo Vilela, José Neves e Daniel Mestre (natural de Almodôvar).

 



Comentários

pub