Livro «O Resgate dos Cavalos-Marinhos» angaria fundos para apoiar jovens estudantes algarvios

Projeto Galope já deu origem a um livro infantil e a uma escultura feita com materiais reciclados

O livro infantil «O Resgate dos Cavalos-Marinhos», editado em português e inglês e lançado em Faro, pela Associação Talentos Unidos, servirá para muito mais do que sensibilizar para a necessidade de proteger esta espécie emblemática da Ria Formosa e o seu frágil habitat. As receitas provenientes da sua venda servirão para ajudar a pagar «um prémio de excelência na Universidade do Algarve, a uma aluna de biologia marinha, e um prémio de apoio a um aluno do 3º ano, também de biologia marinha».

Selma Ferreira, empresária brasileira há muitos anos radicada no Algarve, que é a presidente da Talentos Unidos, explicou ao Sul Informação que «este projeto, denominado Galope, iniciou com uma conscientização nossa, dos membros da associação, sobre os problemas dos cavalos-marinhos». O livro destina-se a promover «a conscientização do público infantil e também dos seus pais e avós, mas é muito mais do que isso. A intenção do livro sempre foi alimentar outros projetos, ajudar outras pessoas».

Porque junta estas duas vertentes – a educação ambiental e o apoio aos estudantes de mérito – o livro conta com o apoio da Universidade do Algarve e do CCMAR. No prefácio, Jorge Palma, biólogo marinho e investigador do CCMAR, salienta que «esta obra, escrita de forma viva e motivadora, é um contributo para a conservação» dos ameaçados cavalos-marinhos.

A história d’«O Resgate dos Cavalos-Marinhos» saiu da imaginação de Goreti Costa que nem sequer é escritora, como a autora contou ao nosso jornal: «Sou funcionária pública, trabalho nas Finanças. Mas a minha paixão é escrever e pintar. São áreas completamente diferentes».

Goreti Costa já editou dois livros de «prosa poética», um deles sobre bullying, chamado precisamente «Bully».

Agora surgiu este «Resgate», que conta as aventuras do Galope, um simpático cavalo-marinho que vive na Ria Formosa e que tem como companheiros a sereia Serena, o camarão Bigodes, o pepino-do-mar «ancião e muito sábio» Xaveca, Ludovico, «um corvo do mar muito coscuvilheiro», mas também alguns humanos, como os irmãos Mário e Mariana e até Arlindo, um Polícia Marítimo «com muita imaginação». E há igualmente, como é sempre necessário nestas aventuras, os maus da fita. Mas tudo acaba bem…e ao fim das 24 páginas do livro, que até inclui desenhos dos heróis para colorir, as crianças terão aprendido um pouco mais sobre a necesidade de proteger estes belos animais marinhos e a Ria Formosa onde eles vivem.

Goreti Costa explica que a «escrita para crianças» lhe dá muito prazer, porque se trata de «escrever coisas que tenham um bocadinho de intervenção, uma mensagem de sensibilização junto dos mais pequenos. Não é só para entreter, nem só para distrair, mas também para deixar uma sementezinha que possa germinar dentro deles e fazer alguma diferença, porque são as crianças que podem fazer alguma coisa no futuro».

O lançamento do livro teve lugar no Consulado-Geral do Brasil, em Faro, numa parceria entre o Conselho de Cidadãos Brasileiros no Algarve e a Associação Talentos Unidos. O anfitrião foi precisamente o novo Cônsul-Geral do Brasil no Algarve, o embaixador José Estanislau do Amaral Souza Neto.

 

No mesmo evento, foi apresentada a escultura “O Galope”, uma obra de autoria do escultor e artesão algarvio João Jesus, feita em parceria com os alunos Marco Coelho, Pedro Cardoso, Ana de Sousa e Rebecca Lima, do 3º ano do Curso Profissional de Design da Escola Secundária de Loulé.

A escultura, explicou Selma Ferreira, «é uma obra que foi supervisionada e apoiada pelo artista João Jesus, feita com material reciclado, durante o estágio desse grupo de alunos de design da Escola Secundária de Loulé».

A Associação Talentos Unidos (TU) «foi criada por um grupo de amigos com a intenção de ajudar os jovens a concretizarem o seu potencial. É uma associação que está cada vez mais focada no apoio à formação, sobretudo formação de jovens, através de estágios ou do pagamento de propinas universitárias, não só na Universidade do Algarve, mas também noutros lugares», disse Selma Ferreira, presidente da TU, em entrevista ao Sul Informação.

«Nosso primeiro projeto foi o pagamento de propinas a uma aluna de Assistência Social no Instituto Politécnico de Beja. Nós já entregámos livros aos jovens que precisam de estudar, então, cada vez mais, nós queremos apoiar as pessoas para que elas cresçam. É um projeto de apoio para que o ser humano jovem, muito jovem e jovem adulto, possa crescer, possa saber mais, possa ser mais».

Quem quiser fazer um donativo e receber o livro «O Resgate dos Cavalos-Marinhos», pode contactar com a associação Talentos Unidos através da sua página de Facebook, a que pode aceder clicando aqui, ou do email selmafer.tu@gmail.com. Os fundos angariados revertem integralmente para o apoio aos jovens estudantes, promovido pela TU.

 

Fotos: Elisabete Rodrigues | Sul Informação

 

 



Comentários

pub