Vila Real de Santo António recebe 30 caixas ninho para aves

O Projeto Alojamento Local para Aves é uma iniciativa vencedora do Orçamento Participativo Portugal 2018 e visa promover a diversidade de avifauna na região do Algarve

Vila Real de Santo António já tem 30 caixas ninho para aves, depois de um protocolo assinado com a Associação Vita Nativa.

«A iniciativa pretende estimular o interesse da sociedade para com as aves, fixar mais aves em meio urbano, bem como promover o papel das aves como controladores biológicos de pragas, como por exemplo da processionária do pinheiro. Recorde-se, a este propósito, que o chapim é um dos principias predadores da lagarta do pinheiro», diz a Câmara de Vila Real de Santo António.

Neste momento, já se encontram instaladas 30 caixas em todo o concelho, nomeadamente 11 no Parque Municipal de Campismo de Monte Gordo, 5 na escola EB 2,3 D. José I, 3 no jardim da Avenida Ministro Duarte Pacheco, em VRSA e 11 na área de mata inserida no Complexo Desportivo de VRSA.

As caixas-ninho instaladas foram, na sua maioria, para chapins (25). No entanto, também foram colocados alguns ninhos para poupas (4) e uma para coruja-das-torres. Esta última foi instalada no Parque de Campismo.

De acordo com o protocolo estabelecido, a associação Vita Nativa compromete-se a efetuar a manutenção e monitorização anual das caixas-ninho durante o período de dois anos e a realizar ações de educação ambiental sobre o projeto com as escolas e população em geral.

Por sua vez, o município dará apoio na seleção dos locais para a instalação das caixas e prestará apoio na monitorização do estado de conservação dos ninhos, sendo comunicado à associação eventuais desconformidades.

Fundada em 2018, a Vita Nativa é uma organização sem fins lucrativos para a conservação do ambiente que pretende promover o estudo e a conservação da natureza, divulgar e valorizar o património natural e contribuir para a participação ativa na defesa do ecossistema.

O Projeto Alojamento Local para Aves é uma iniciativa vencedora do Orçamento Participativo Portugal 2018 e visa promover a diversidade de avifauna na região do Algarve.

 



Comentários

pub