Freguesia de Portimão lança uma nova aplicação para telemóvel

App pode ser descarregada gratuitamente

A Freguesia de Portimão tem uma nova aplicação, para telemóvel, destinada a divulgar, «cada vez mais e melhor, o comércio local, a restauração e hotelaria, assim como dar a conhecer lugares de grande beleza natural e monumentos, que pela sua importância histórica e arquitetura se destacam no panorama da cidade».

Segundo aquela autarquia, a grande novidade desta aplicação é a introdução de audioguias nos pontos turísticos.

O download da aplicação InFreguesia Portimão, já disponível na plataforma Android e, em breve, também para IOS, pode ser feito clicando aqui.

Com esta aplicação, os utilizadores «dispõem de um leque variado de informações sobre pontos de interesse a visitar», além de que o «contacto com entidades e/ou serviços públicos será facilitado», explica a Junta de Freguesia de Portimão.

A aplicação apresenta informação sobre o comércio local, restauração e hotelaria, a localização dos multibancos, das farmácias mais próximas, dos serviços públicos, das filas de espera no hospital, em tempo real, entre outros.

Inclui ainda os horários e percursos pela cidade da rede de autocarros urbanos “Vai e Vem”, assim como um link para os principais jornais online da região, com destaque para o Sul Informação.

«Em tempos de pandemia, e com a necessidade de nos adaptarmos a uma nova realidade, esta aplicação resulta em mais uma ferramenta de apoio, totalmente produzida nos serviços informáticos da Junta de Freguesia de Portimão, com recurso a ferramentas de código aberto gratuitas», explica a autarquia.

Os comerciantes, operadores turísticos e prestadores de serviço, que ainda não o fizeram, poderão preencher a ficha de inscrição que se encontra disponível clicando aqui e assim fazer parte deste projeto, vendo os seus negócios publicados no separador comércio da aplicação.

Álvaro Bila, presidente da Junta de Freguesia de Portimão, explicou ao Sul Informação que a aplicação foi desenvolvida «inteiramente com os nossos recursos e com os nossos informáticos».

 



Comentários

pub