Refood de Faro vai ter novas instalações cedidas pela Câmara

«Este é um ato de justiça», diz Rogério Bacalhau

A Refood de Faro vai ter novas instalações, cedidas pela Câmara Municipal, o que vai permitir aumentar a capacidade de ajuda. 

A Câmara de Faro aprovou esta segunda-feira a cedência de instalações, através de um contrato de comodato, à associação Refood.

Segundo a autarquia, a «atribuição de um novo espaço vai permitir um aumento da sua capacidade de ajuda da Refood e resposta social à população do concelho, através da recolha e redistribuição de produtos alimentares a pessoas em situação de carência ou incapacidade».

As novas instalações vão ser no bairro de Santo António do Alto, em Faro, durante um período de cinco anos.

A fração autónoma, adquirida pela autarquia em Dezembro, conta com uma área de 130,30 metros quadrados.

Atualmente, a Refood já apoia um total de 108 agregados familiares do concelho de Faro, perfazendo cerca de 300 pessoas apoiadas, entre as quais cerca de 100 crianças, tendo atingido o limite de capacidade de ajuda à população devido à dimensão reduzida do seu atual centro de operações, inaugurado e em funcionamento desde 2016.

Nesse sentido, a associação, que visa contribuir para a resolução do problema de insuficiência alimentar da população carenciada através da recolha de excedentes ou dádivas de produtos alimentares e posterior redistribuição, solicitou à autarquia um apoio para atribuição de um espaço com condições de trabalho necessárias para ajudar um maior número de pessoas no concelho.

No final da reunião de Câmara, o presidente Rogério Bacalhau disse que, «com esta cedência, a Câmara prossegue uma premissa fundamental que é estar ao lado de quem mais necessita. Neste caso, esse apoio é prestado a uma associação que desenvolve um trabalho extremamente meritório junto das famílias e munícipes que mais precisam».

Por isso, conclui, «este é um ato de justiça e, simultaneamente, um investimento para levar a Refood e os seus abnegados voluntários a chegar a ainda mais pessoas».

 



Comentários

pub