Albufeira cria fundo de um milhão para apoiar empresas em dificuldades

Candidaturas estão abertas até ao dia 15 de Julho

Albufeira – Imagem de Arquivo

A Câmara de Albufeira criou um fundo de um milhão de euros para apoiar as empresas do concelho que estejam a passar por dificuldades neste período de pandemia.

As candidaturas ao Fundo de Apoio Empresarial e Associativo de Albufeira podem ser feitas até ao dia 15 de Julho por «empresários em nome individual ou empresas com residência fiscal ou sede social no concelho de Albufeira, que não tenham beneficiado de outros apoios financeiros estatais não reembolsáveis, no âmbito da pandemia Covid-19».

A medida visa dar «apoio à tesouraria das empresas com domicílio fiscal ou sede no concelho de Albufeira, cujos estabelecimentos foram obrigados a encerrar, por força da lei, ou não sendo encerrados, sofreram quedas abruptas na sua produtividade», segundo a Câmara de Albufeira.

O município albufeirense pretende, desta forma, «mitigar os prejuízos de empresas, apoiando-as na retoma da atividade e na manutenção dos postos de trabalho a elas afetos, como meio de salvaguarda do setor económico e social do concelho».

As atividades elegíveis são a restauração e similares, o comércio de bens a retalho, a prestação de serviços e a indústria e agricultura.

As candidaturas deverão ser enviadas até 15 de Julho para o email age@cm-albufeira.pt, «através do preenchimento do formulário e da entrega da documentação requerida no respetivo formulário». O mesmo endereço de email., pertencente ao Gabinete de Empreendedorismo de Albufeira, pode ser utilizado para pedidos de esclarecimento ou obtenção de informação complementar.

«Para se poderem candidatar, os empresários não podem ter tido um volume de negócios no ano de 2019 superior a 150 mil euros e deverão demonstrar que tiveram a atividade aberta pelo menos durante 8 meses consecutivos no ano de 2019», explica a Câmara de Albufeira.

«Os beneficiários do apoio ficam obrigados a manter a respetiva atividade aberta e à manutenção dos postos de trabalho existentes à data da apresentação da candidatura até 31 de Dezembro de 2020, à exceção daqueles que exerçam atividades sazonais, os quais deverão manter a atividade em 2020 durante os mesmos meses que estiveram abertos em 2019, no mínimo, até ao dia 31 de Outubro de 2020», acrescentou a autarquia.

Segundo José carlos Rolo, presidente da Câmara de Albufeira, «neste contexto, entendemos que o Município deve complementar este esforço, assegurando o apoio ao emprego e à economia local através da abertura deste fundo, que tem em vista o apoio à tesouraria das empresas, cujos estabelecimentos foram obrigados a fechar ou tiveram quebras assinaláveis na sua produtividade. Vamos tentar minorar estes prejuízos, apoiando as empresas do nosso concelho com este Fundo de um milhão de euros».

O edil albufeirense apela à participação das empresas, na medida em que “Albufeira não pode parar, pois tal ressentir-se-á de modo muito prejudicial para este município, não só na sua imagem, como também na vida de todos aqueles que aqui vivem e trabalham».

 



Comentários

pub