Covidalgarve foi ao Cerro do Bruxo e à Horta da Areia sensibilizar população para a pandemia

Projeto vai continuar nas próximas semanas

O projeto Covidalgarve, desenvolvido por estudantes do Mestrado Integrado em Medicina da Universidade do Algarve, com o apoio da Câmara de Faro, visitou a zona do Cerro do Bruxo e o bairro de emergência da Horta da Areia, para sensibilizar «a população mais vulnerável para os cuidados a ter durante estes tempos de pandemia».

A equipa responsável por este projeto começou por visitar, no dia 30 de Abril, a zona do Cerro do Bruxo, e na quarta feira, dia 6 de Maio, o bairro de emergência Horta da Areia, «tendo sensibilizado as famílias lá residentes para questões tão importantes como proceder à correta à lavagem e desinfeção das mãos e reforçado a explicação sobre as várias medidas de etiqueta respiratória a ser utilizadas», conta a Câmara de Faro.

Nestas ações foram ainda ainda distribuídos às famílias, previamente sinalizadas pela autarquia, gel desinfetante para as mãos, cabazes de fruta previamente angariados, informação sobre a correta lavagem das mãos e ainda desenhos para colorir para as crianças.

A Câmara de Faro explica que «este projeto resulta do empenho de um grupo de 15 estudantes do 5.º ano do Mestrado Integrado em Medicina da UAlg, que face à situação de pandemia que vivemos, propôs ao Município de Faro a aplicação deste projeto como forma de chegar às franjas mais vulneráveis da população do concelho».

A autarquia realça que se associou «prontamente a este projeto e disponibilizou o apoio logístico para o levar a cabo, através da cedência de uma viatura e de produto desinfetante».

Nas próximas semanas, as ações irão prosseguir, noutras comunidades do concelho.

 


 




Comentários

pub