Vegetais são estrelas no arranque do “Central Artes”

Este programa resulta de uma candidatura ao CRESC 2020, num investimento que ronda os 400 mil euros

A programação cultural do “Central Artes”, que envolve os municípios de Loulé, Faro, Albufeira, Tavira e Olhão, começa esta quinta-feira, 12 de Março, com um workshop sobre construção de instrumentos musicais com vegetais. 

Nesse dia, a iniciativa realiza-se em dois locais: Biblioteca Municipal Lídia Jorge, em Albufeira (10h00-12h00), e no Palácio Gama Lobo, em Loulé (15h30-17h30).

Depois, dia 13 de Março, passará pelos Mercados Municipais de Olhão (10h00-12h00) e Faro (15h30-17h30).

O último local a receber o workshop será o Mercado Municipal de Tavira, no dia 14, das 10h00 às 12h00.

Dois músicos da original “The Vegetable Orchestra”, que veio da Áustria para se juntar a este programa, serão os responsáveis por esta iniciativa. Nos workshops, os mestres da música vegetal irão partilhar os seus segredos, ao ensinar a ouvir os vegetais, senti-los e fazer deles instrumentos musicais com mínimas habilidades na cozinha e algum treino.

Ao mesmo tempo, será feita uma colaboração direta com os músicos da “The Vegetable Orchestra” num ambiente de trabalho criativo para aprofundar diretamente o entendimento desta arte muito específica, além de mostrar os bastidores deste processo fascinante e criativo.

Os participantes precisam ter no mínimo 10 anos de idade, pois irão trabalhar com facas e brocas. Trata-se de uma iniciativa limitada a 20 pessoas.

As inscrições podem ser feitas para o telefone 289 414 604 ou e-mail centralartes@eventorslab.com.

Para encerrar o ciclo de cinco workshops que serão realizados nas cinco cidades envolvidas, a “The Vegetable Orchestra” vai dar um concerto, no Mercado da Ribeira, em Tavira, às 21h30, do próximo sábado, dia 14 de Março.

Esse espetáculo marcará mesmo a abertura do “Central Artes”.

No final, o público será surpreendido com uma sopa confecionada e distribuída pelos membros da orquestra.

A programação contempla onze espetáculos nacionais e internacionais, um programa de base comunitária e 40 workshops que, no período de 2020 a 2021, terão lugar em vários pontos dos concelhos de Loulé, Faro, Albufeira, Tavira e Olhão.

Este programa resulta de uma candidatura ao CRESC 2020, num investimento que ronda os 400 mil euros.

Todas as iniciativas têm entrada livre.

Comentários

pub
pub