Vá ao cinema sem sair de casa e discuta o filme no Whatsapp com o Cineclube de Faro

Cineclube de Faro e alunos do curso de Ciências da Comunicação exibem filmes de 7 países via Whatsapp

Ver alguns clássicos do cinema no conforto – e segurança – da própria casa e ter a oportunidade de falar sobre o filme que se acabou de ver é a sugestão do Cineclube de Faro e dos estudantes do curso de Ciências da Comunicação para finais de tarde do mês de Março e Abril.

O ciclo “Cinema Mundo” começou hoje e, ao longo de sete sessões, vai promover a análise e debate sobre filmes de outros tantos países, sempre às 17h00. A ideia é que as pessoas vejam os filmes e, depois, se juntem a um grupo de discussão no Whatsapp.

Hoje, o filme escolhido foi o clássico “Janela Indiscreta”, de Alfred Hitchcock (EUA).

Na quarta-feira, há nova sessão, desta feita com a obra “Cidade de Deus”, de “Fernando Meirelles” (Brasil), seguindo-se, no dia 23, o filme “Amigos Improváveis”, de Olivier Nakache e Éric Toledano (França).

O ciclo vai contar, ainda, com os filmes “Os Deuses devem estar Loucos”, de Jamie Uys (África do Sul), no dia 25, com “Tanna”, de Bentley Dean e Martin Butler (Austrália), no dia 30, com a obra “Uma Separação”, de Asghar Farhadi (Irão), no dia 31, e com O Funeral das Rosas, de Toshio Matsumoto (Japão), no dia 1 de Abril.

Esta iniciativa, inserida no projeto Culturas Fílmicas, «é dirigido a toda a comunidade académica, particularmente aos cinéfilos e pretende estudar alguns exemplos do cinema mundial na sua diversidade, propondo momentos de análise e debate entre todos os participantes», segundo o Cineclube de Faro.

Os interessados terão de se inscrever, enviando um email para formacaoccf@gmail.com com as seguintes indicações:

Sócios: Nome/Número de sócio/Dia(s) da(s) sessão(ões) em que deseja participar/Contacto telefónico

Professores e alunos: Nome/Escola ou Faculdade/Dia(s) da(s) sessão(ões) em que deseja participar/Contacto telefónico

Comunidade: Nome/Profissão/Dia(s) da(s) sessão(ões) em que deseja participar/Contacto telefónico

Comentários

pub
pub