Projeto Literacia para os Media e Jornalismo arranca esta semana em Lagos

Lagos é uma das seis cidades que irão acolher o projeto Literacia para os Media e Jornalismo já a partir […]

Lagos é uma das seis cidades que irão acolher o projeto Literacia para os Media e Jornalismo já a partir de sábado e até ao dia 30 de Maio.

Além da cidade do Barlavento Algarvio, esta oficina de formação coordenada por jornalistas no ativo e professores de jornalismo e comunicação, desenhada pelo Sindicato dos Jornalistas e financiada pela Direção Regional da Educação e pelo Cenjor (Centro Protocolar de Formação Profissional para Jornalistas), vai estar em Bragança, Braga, Cascais, Lisboa e Setúbal.

Ao contrário da edição piloto realizada em 2019, que passou por uma seleção prévia das escolas participantes, este ano as inscrições para a formação foram abertas a todos os professores interessados.

A primeira edição deste projeto, que decorreu entre Janeiro e Abril de 2019, formou uma centena de professores do 3.º ciclo e do secundário, docentes em 40 agrupamentos de escolas das regiões Norte, Centro, Lisboa, Alentejo e Algarve.

«Em Janeiro de 2017, na sequência do 4º Congresso dos Jornalistas Portugueses, que aprovou uma moção considerando urgente promover a literacia para os media, o Sindicato dos Jornalistas apresentou ao Ministério da Educação uma proposta de intervenção nessa área, concebida por jornalistas e académicos da área da comunicação», segundo o Sindicato dos Jornalistas.

Dois anos depois, o projeto arrancava em todo o Continente, «com o objetivo de disponibilizar aos professores metodologias, recursos e ferramentas que estes possam usar nas atividades de Literacia para os Media que vão desenvolver com os seus alunos e com as comunidades escolar e educativa».

«Ao mesmo tempo, pretende-se envolver os jornalistas na formação de professores e alunos sobre os desafios que hoje se colocam à importante função de mediar e escrutinar a realidade», conclui o sindicato.

Este projeto, que conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República, avançou este ano com uma experiência piloto também nos Açores, onde conta com o apoio da Direção Regional da Educação e do Cenjor.

Comentários

pub
pub