Moradores de Ferragudo já podem voltar a dormir (mais) descansados

Dragagens no Rio Arade incomodaram moradores de Ferragudo

Foto: Pedro Lemos|Sul Informação

Os trabalhos de dragagem que estão a decorrer na bacia do Arade provocaram, desde há cerca de três semanas, noites mal dormidas aos moradores de Ferragudo devido ao ruído provocado pela draga, que tem funcionado tanto em período diurno, como noturno. No entanto, a Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS) garantiu ao nosso jornal que já foram tomadas medidas para reduzir o incómodo.

Carlos Viela, um dos moradores afetados, contou ao Sul Informação que «há várias semanas, comecei a ouvir um ruído constante, durante a noite. Nem me apercebi logo que era provocado pela draga. Demorei dias a perceber de onde vinha o som».

Quando comprovou que o barulho era provocado pelas dragagens, como se pode ver (e ouvir) no vídeo abaixo, Carlos Viela contactou a Polícia Marítima a expor a situação, no dia 19 de Fevereiro, depois de várias noites mal dormidas.

 

 

«Foi-me dito que mais pessoas já o tinham feito, quando fui falar com a Polícia Marítima», disse ao nosso jornal.

No entanto, tal como o Sul Informação confirmou com Rodrigo González dos Paços, capitão do Porto de Portimão, a Polícia Marítima não tem jurisdição neste caso, uma vez que os trabalhos estão devidamente autorizados.

«Nós podemos receber as queixas, mas depois reencaminhamos para a Administração dos Portos de Sines e do Algarve, que é a responsável pela obra, que está licenciada», explicou o responsável.

Depois de ter tido conhecimento deste facto, Carlos Viela também contactou a APS, que garantiu uma resposta, no máximo, em 30 dias. Contactou também os meios de comunicação social, entre eles o Sul Informação.

Em esclarecimento enviado ao nosso jornal, a APS realça que, «no que diz respeito ao descontentamento que tem vindo a ser manifestado por alguns moradores de Ferragudo, em relação ao ruído provocado pelas operações de dragagem que decorrem no Rio Arade, nomeadamente durante o período noturno, cumpre-nos referir que o Plano de Obra contempla o equipamento de dragagem que deve cumprir as exigências ambientais europeias».

Ainda assim, «no seguimento de algumas queixas, a APS advertiu o empreiteiro da situação, tendo este tomado as ações adequadas à avaliação e tomada das medidas necessárias com vista à diminuição do ruído noturno, durante o decorrer dos trabalhos», que devem terminar no dia 7 de Março.

Essas medidas, segundo Carlos Viela, foram mesmo tomadas. «Na passada quarta-feira, um técnico da empresa veio ter comigo a minha casa, onde comprovou que o ruído era incomodativo».

Desde essa noite, o barulho diminuiu e os moradores de Ferragudo já podem dormir mais descansados.

Comentários

pub
pub