Hotéis de Ronaldo vão ser transformados em hospitais para receber doentes com coronavírus? É falso!

Verificação de factos feita pelo Polígrafo

Cristiano Ronaldo resolveu transformar todos os hotéis dos quais é proprietário em hospitais improvisados para receber doentes infetados com Covid-19, de maneira a que ali possam ser tratados, de forma totalmente gratuita. A notícia começou a circular através do WhatsApp, mas poucas horas depois já fazia manchete no jornal desportivo espanhol “Marca”.

Confirma-se o gesto extraordinário de generosidade e altruísmo, ou estamos perante mais um boato que, desta vez, até jornalistas conseguiu enganar?

A notícia chegou a muitos portugueses na noite deste sábado pela rede social WhatsApp, através de uma imagem que parece um recorte de uma notícia, extraído de um site.

Depois do título e de uma fotografia do jogador da Juventus de Turim, um texto curto e objetivo: “Os hotéis de Cristiano Ronaldo vão tornar-se hospitais a partir da próxima semana onde os infetados com Covid-19 em Portugal poderão ser atendidos totalmente grátis. O internacional português vai ainda suportar todos os custos com os médicos e trabalhadores”.

Verdade ou falsidade?

Pouco tempo depois, na estação TVI24, o comentador Rui Pedro Braz desmentiu a notícia, alegando estar na posse de informações suficientes para afirmar que os hotéis de Cristiano Ronaldo não vão ser transformados em hospitais.

Mais tarde, o jornal “Observador” contactou uma fonte próxima do jogador que apontou no mesmo sentido: Cristiano Ronaldo não está a ponderar qualquer medida deste género.

Prova de que a notícia não passou mesmo de um boato é o facto de, entretanto, o antigo cunhado de Ronaldo ter apagado a publicação que fez a elogiar Cristiano Ronaldo, o jornal “Marca” ter retirado a notícia do site e a plataforma Arena Desportiva ter pedido desculpa por publicar a informação, alegando que os seus profissionais foram induzidos em erro por fontes que costumavam ser credíveis.

 

Avaliação do Polígrafo:

FALSO

 

Nota Editorial do Sul Informação: Este fact-check foi publicado originalmente no Polígrafo no dia 15 de Março, às 14:46 e pode ser lido aqui.

Comentários

pub
pub