Covid-19: Lagos dá refeições e acesso a balneários aos sem-abrigo

Será também criado espaço para receber possíveis infetados

A Câmara de Lagos vai implementar, a partir de amanhã, sexta-feira, medidas de apoio social aos sem-abrigo do concelho, que estão inseridas no plano de combate à propagação da Covid-19.

Entre as medidas postas em prática, em colaboração com o Instituto Fonte de Vida, a Escola Secundária Júlio Dantas e o Clube de Vela de Lagos, inclui-se o fornecimento diário de refeições, entre 12h30 e as 13h30, no Cais da Solaria, junto ao Forte Ponta da Bandeira.

Será também disponibilizado o balneário do Clube de Vela, todas as quartas-feiras, entre as 10h00 e as 12h00, para higienização e recolha de roupas limpas.

A Câmara de Lagos adianta ainda que vai definir um local, «com as condições exigidas para o isolamento social (“quarentena”), caso alguma destas pessoas venha a contrair a Covid-19».

Com estas medidas, a autarquia espera «contribuir para o reforço da segurança da população em geral e das pessoas em situação de sem-abrigo em particular».

O Município de Lagos considera que «o sucesso desta medida dependerá da sinalização de todos os casos que necessitem deste apoio» e, por isso, «apela à população em geral para a partilha, com os serviços sociais da Câmara Municipal, através dos telefones 282780900; 282771700; 282771775 ou por e-mail para o endereço: expediente.geral@cm-lagos.pt , de informações sobre eventuais casos de pessoas em situação de sem-abrigo».

O município acrescenta que os voluntários que decidam colaborar na operacionalização destas medidas vão ter «acesso aos equipamentos de proteção individual (luvas e máscaras) necessários para que as mesmas sejam realizadas em segurança».

A autarquia lembra que «estas medidas sociais juntam-se outras já em curso, levadas a cabo diariamente um pouco por todo o concelho, junto da população que mais necessita, como por exemplo a entrega ao domicílio de cabazes alimentares e outros bens de primeira necessidade, entrega de refeições confeccionadas e medicamentos, apoio psicológico, entre outras».

Comentários

pub