Coronavírus: Suspensas visitas em hospitais, lares e prisões no Norte

Já há 21 doentes confirmados

Foram suspensas as visitas a todos os hospitais, lares e prisões no Norte, região onde estão internados 15 dos 21 doentes com o novo coronavírus, acaba de anunciar a ministra da Saúde, em conferência de imprensa.

Alguns estabelecimentos de ensino também vão ser encerrados, nomeadamente a Escola Básica e Secundária de Idães, em Felgueiras, a Faculdade de Farmácia e o Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar , ambos da Universidade do Porto, e o edifício onde é lecionado o curso de História da Universidade do Minho.

Entretanto, a Direção-Geral da Saúde confirmou, este sábado à noite, que o número de infetados por Covid-19 em Portugal subiu para 21. Entre os novos doentes, três têm entre 10 e 19 anos.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado este sábado à noite pela DGS, já se registaram, além destes 21 infetados, 224 suspeitos. 47 pessoas estão a aguardar resultados laboratoriais.

Do total de infetados (15 homens e seis mulheres), só cinco foram importados (quatro de Itália e um de Espanha), sendo que os restantes 16 foram contagiados por outros doentes em Portugal, havendo três cadeias de transmissão. Quinze estão internados no Norte, um no Centro (em Coimbra), e cinco na Grande Lisboa.

Tosse, febre, dificuldade respiratória, dor de cabeça, dores musculares e fraqueza generalizada são os sintomas apresentados pelos doentes, embora não se verifiquem todos em cada paciente.

As autoridades de saúde mantêm 412 contactos em vigilância.

No Porto, o Centro Hospitalar de São João, anunciou, este sábado, a instalação de um hospital de campanha “para responder em exclusividade ao Covid-19”.

O hospital é fornecido pela Cruz Vermelha Portuguesa, deverá ser transportado durante esta noite desde Lisboa, para ser montado amanhã, domingo, no estacionamento junto ao São João. O hospital de campanha deverá entrar em funcionamento na segunda-feira.

Comentários

pub
pub