Câmara de Silves está a trabalhar para proteger a sua floresta contra incêndios

Trabalhos de limpeza de terrenos e linhas de água estão entre as ações já realizadas

A Câmara de Silves está a limpar zonas de floresta e  pontos de água, entre outros trabalhos de prevenção estrutural no âmbito da defesa da floresta contra incêndios.

As ações que o Serviço Municipal de Proteção Civil e Florestas de Silves tem vindo a desenvolver visam «operacionalizar corredores penetrantes em áreas sensíveis, possibilitando a entrada de meios de combate e a evacuação da população em caso de sinistro, salvaguardando assim as populações locais mais isoladas».

«Este tipo de trabalho desenrola-se em diversas vertentes, nomeadamente, no que toca à gestão de combustível, limpeza de pontos de água e estabelecimento de locais estratégicos de posicionamento de meios na área florestal da freguesia prioritária de São Bartolomeu de Messines num local com grande vulnerabilidade de propagação de incêndios florestais. Trata-se de um trabalho dinamizado pelas equipas de sapadores do Município (EMIF 13. 01 e SF 05.150 – apoiada pelo Fundo Florestal Permanente) e que utilizam, pela primeira vez no terreno, meios mecânicos próprios que permitam um incremento considerável dos trabalhos (robot de rastos)», descreveu a Câmara de Silves.

As faixas de gestão de combustíveis executadas pelas equipas municipais, «são delineadas em complemento com as intervenções de várias entidades e associações locais no concelho de Silves na área da defesa da floresta contra Incêndios (DFCI) e contabilizam já largas centenas de hectares (faixas e mosaicos), muitos deles constituídos na rede estratégica nacional (Rede Primária), particularmente evidentes no sector Noroeste da freguesia de São Marcos da Serra junto aos limites com os concelhos de Monchique, Odemira e Ourique e na extremidade Nordeste do concelho na área de fronteira com a freguesia de São Barnabé, concelho de Almodôvar».

Comentários

pub
pub