Câmara de Beja apoia população mais vulnerável com entrega de compras e medicamentos

Projeto Co(m)sigo arranca, nesta segunda-feira

Ajudar aqueles que mais precisam, no atual quadro de pandemia por Covid19, é o propósito desta iniciativa da autarquia de Beja, que vai funcionar através da entrega de bens de primeira necessidade – compras e medicamentos – ao domicílio.

O projeto Co(m)sigo arranca, nesta segunda-feira, em Beja, numa iniciativa do município bejense, em articulação com as Juntas e Uniões de Freguesia do concelho.

“Uma rede de ajuda de proximidade”, diz o presidente da Câmara Municipal de Beja, que tem, igualmente, como entidades parceiras, “o projeto COM_VIDA, que já trabalha com quase 500 idosos do concelho, a equipa CLDS 4G, a Proteção Civil Municipal e o projeto de voluntariado “Vizinho Amigo”, que conta atualmente, com mais de 100 pessoas ao serviço do próximo, no concelho de Beja.

“Esta é uma medida de caráter temporário e excecional, de modo a, proteger a população mais vulnerável do risco de contágio, estimulando as boas práticas a nível concelhio”.

Esta resposta tem como principal objetivo, “prestar apoio a munícipes com 65 e mais anos; doentes crónicos; em quarentena obrigatória, decretada pela DGS e/ ou noutras situações suscetíveis de avaliação técnica, através da prestação de um serviço de entrega de bens de primeira necessidade ao domicílio”.

Os interessados devem efetuar o seu pedido, de segunda a sexta-feira, entre as 9h00 e as 18h00, através número 967042294.

Paulo Arsénio frisa que “não deixaremos ninguém para trás”, salientando que “uma comunidade solidária é sempre mais resistente”.

Comentários

pub
pub