AMAL vai comprar 30 ventiladores para ajudar no combate à Covid-19

Estes 30 ventiladores vão-se juntar aos quase 60 que o CHUA já tinha programado

A AMAL – Comunidade Intermunicipal do Algarve vai comprar 30 ventiladores para dar ao Centro Hospitalar e Universitário do Algarve (CHUA) com o objetivo de reforçar o combate à pandemia do novo coronavírus. 

A decisão, anunciada num comunicado acabado de divulgar, foi tomada esta segunda-feira, 16 de Março, após uma reunião entre a AMAL, o CHUA e a Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve.

Estes 30 ventiladores vão-se juntar aos quase 60 que o CHUA já tinha programado.

«Nesta reunião, Paulo Morgado, presidente da ARS Algarve, e Ana Paula Gonçalves, presidente do Conselho de Administração do CHUA, informaram sobre as medidas que foram, e estão a ser, implementadas nos Hospitais de Faro e Portimão», lê-se, num comunicado.

Nesta que já é a fase de mitigação, os responsáveis anunciaram ainda «a criação de serviços de atendimento específico nas urgências dos dois hospitais e nas unidades de saúde de cuidados primários. Foram igualmente implementadas as teleconsultas e reduzido o número de cirurgias não urgentes», acrescenta.

Os responsáveis voltaram «a apelar à necessidade de sensibilizar as populações para reduzir ao indispensável as deslocações aos serviços de saúde, frisando que 80% da população infetada pelo novo coronavírus não necessitará de cuidados hospitalares, uma vez que se prevê que tenham sintomas ligeiros e que poderão ser acompanhados a partir de casa», diz a AMAL.

«A preocupação centra-se agora nos restantes 20%, que necessitarão de cuidados acrescidos. Prevê-se que 5% do total de infetados precisará de ventilação, tendo sido já contratualizado o aluguer de mais equipamentos desta natureza», acrescenta.

«A colaboração com unidades privadas de saúde também tem sido articulada, no sentido de se colmatar possíveis necessidades de equipamentos ou acomodação de doentes com outras patologias, porque, nesta fase, todos os doentes com a Covid-19 serão tratados no Serviço Nacional de Saúde», conclui o comunicado.

Por enquanto, e de acordo com um boletim da Direção-Geral de Saúde, o Algarve já tem 14 casos de pessoas infetadas com o novo coronavírus.

Comentários

pub
pub