Primavera traz piqueniques de Comida Esquecida a Loulé, Tavira e VRSA

Festival da Comida Esquecida ainda tem muitas iguarias para servir nos seus piqueniques

A Primavera está a chegar e traz com ela Piqueniques de Charme do Festival da Comida Esquecida, que vão proporcionar momentos de partilha, de convívio e de tradição, bem como experiências gastronómicas inesquecíveis, nos dias 28 de Março, 18 de Abril e 2 de Maio, em Loulé, Tavira e Vila Real de Santo António, respetivamente.

Depois de uma primeira sessão em Silves, em Outubro, a Cooperativa QRER viaja para Sotavento, para recriar «os piqueniques que se realizavam durante o século XX no Algarve e que representavam um importante papel no convívio e socialização entre as pessoas».

Os interessados em participar no piquenique na Penina, em Benafim, concelho de Loulé, a 28 de Março, podem comprar o bihete aqui. Para garantir um lugar no repasto que terá lugar em Santo Estêvão, concelho de Tavira, no dia 18 de Abril, deverá adquirir o ingresso aqui. Em VRSA, o piquenique realizar-se-á em Cacela velha, a 2 de Maio, com os bilhetes a poder ser comprados aqui.

Em Outubro, o Sul Informação acompanhou o piquenique inaugural do Festival da Comida Esquecida, um evento “365Algarve”. Nesta primeira sessão, que aconteceu na serra de Silves, brindou-se à chuva e degustaram-se iguarias bem algarvias – presunto do Zambujal e queijo fresco de cabra, salada de feijão frade com sardinhas garnentas, salada de chícharos com batata-doce, sopa de beldroegas com ovo e ensopado de grão com galinha do campo e catacuzes compuseram a ementa.

 

Ensopado de galinha com grão

 

Nos próximos piqueniques, os pratos poderão ser outros, mas a ideia é mesma.

«O evento inicia-se com um pequeno percurso interpretativo até ao local do piquenique, com a presença de um representante da comunidade local que irá falar de modo informal sobre algumas particularidades da região», descreve a QRER.

Chegados ao local do piquenique, «um local emblemático ou mágico», os participantes serão encaminhados pera os seus lugares, seja no chão (em mantas) ou em mesas e bancos (no parque de merendas), dependendo do local em questão.

«Nesse momento, o chef explicará a ementa da refeição, assim como os produtos locais e tradicionais que foram utilizados na sua confeção. Todas as explicações irão ser traduzidas para inglês por um Mestre de Cerimónias que estará presente em todas a ações, disponível para esclarecer todos os participantes estrangeiros e nacionais em caso de dúvidas», acrescentam os organizadores do evento.

Para ajudar a comida a descer harmoniosamente, haverá música, com o acordeão a ser o instrumento de eleição.

«Cada experiência é irrepetível, única, partilhada e representativa de alimentos, memórias e locais mais ou menos esquecidos do Algarve», concluiu a QRER.

O Festival da Comida Esquecida vai terminar no dia 16 de Maio, com o evento “Na Casa da Dona Glória”, em Querença.

 

Veja as imagens do primeiro piquenique do Festival de Comida Esquecida, em Silves:

Fotos: Elisabete Rodrigues | Sul Informação

 

Comentários

pub
pub