Lagos aumenta número de bolsas atribuídas a alunos do Ensino Superior

Em 2019/20, receberão o apoio 72 alunos, quando no ano letivo anterior receberam bolsas 61 estudantes

Lagos vai dar 72 bolsas de estudo a alunos do concelho que frequentem o Ensino Superior, mais 11 do que as que havia atribuído no ano passado.

Uma proposta para aumentar o número de bolsas de estudo foi aprovada por unanimidade na última Reunião de Câmara.

Desta foram, vão ser apoiados 55 alunos pelo critério da situação socioeconómica (alunos com rendimento per capita igual ou inferior ao valor do Indexante de Apoios Sociais) e 17 alunos pelo critério misto (alunos que apresentam um rendimento per capita entre 1 e 1,5 do valor do Indexante de Apoios Sociais e mérito escolar).

«Foi precisamente para reforçar este segundo lote que o município aprovou, nesta sua última reunião, realizada a 5 de Fevereiro último, aumentar de 10 (número mínimo previsto em regulamento) para 17 o número de bolsas a atribuir pelo critério misto, cobrindo assim, com o seu apoio financeiro, a totalidade dos alunos candidatos e elegíveis», segundo a Câmara de Lagos.

Em 2018/19 «foram recebidas 74 candidaturas, admitidas 70 e atribuídas 61 bolsas, com um valor máximo de 240 euros mensais (55% do valor do IAS – Indexante de Apoios Sociais), representando um encargo financeiro global de 96 mil euros para o município». Este ano, o número de candidaturas aumentou, fixando-se em 87.

A bolsa é paga durante os dez meses do ano letivo «com o objetivo de garantir que nenhum jovem lacobrigense fique privado de frequentar o ensino superior por questões económicas».

Esta é uma aposta da autarquia lacobrigense «na promoção e desenvolvimento educacional da população, pilar essencial de coesão social».

Comentários

pub
pub