Comissão Vitivinícola apresenta nova identidade para os vinhos do Algarve

Aumentou o número de produtores, a área de vinha, a produção e a qualidade dos vinhos

A nova estratégia e a nova identidade dos Vinhos do Algarve vai ser apresentada no dia 2 de Março, às 14h00, no Museu de Portimão, por Sara Silva, presidente da Comissão Vitivinícola do Algarve (CVA).

A CVA revela que, nos próximos dois anos, serão investidos cerca de 120 mil euros nesta sua aposta.

«A focalização na qualidade será o caminho a seguir pela região, uma vez que, dada a dimensão geográfica do Algarve, não será possível competir em escala. Face a isto, a aposta no mercado nacional, e mais especificamente, regional, é deveras importante», salienta a CVA em nota de imprensa.

A CVA acrescenta que o posicionamento da marca Algarve «deve espelhar todo o esforço feito pelos produtores na aposta pela qualidade. A restauração e hotelaria do Algarve são parceiros incontornáveis dos Vinhos da região, que podem oferecer mais autenticidade com uma experiência gastronómica enriquecedora e única».

A Região Vitivinícola do Algarve registou, nos últimos anos, uma evolução bastante positiva ao nível do aumento do número de produtores, área de vinha, produção e qualidade dos vinhos.

Segundo a CVA, «constata-se, hoje, uma tendência de regresso às origens, buscando o mais tradicional do Algarve», assistindo-se a «uma aposta forte nas castas Negra-Mole e Crato-Branco (Síria), de vinhas velhas, em linha com as novas tendências do consumidor que procura algo diferenciador e genuíno».

 

Comentários

pub
pub