60 milhões transformam antiga fábrica de cerveja em estúdios de cinema em Loulé

Perspetiva-se a criação de, pelo menos, 300 postos de trabalho

Foto: Loulé Film Office, publicada no Facebook

A antiga fábrica de cerveja da Unicer, na Zona Industrial de Loulé, vai ser transformada em estúdios de cinema e audiovisuais, num investimento de 60 milhões de euros feito por duas entidades britânicas. 

O objetivo, explica a Câmara de Loulé, é criar um «complexo que se perspetiva como uma referência nacional, europeia, e até mesmo mundial, na captação de importantes produções na área da indústria do entretenimento».

Trata-se de um projeto desenvolvido em parceria pela MovieBox e pela Landsdowne Capital Partners, e que tem sido acompanhado, a par e passo, nos últimos 18 meses, pela Câmara Municipal de Loulé, através do Loulé Film Office.

O empreendimento ficará instalado no local onde funcionou a antiga fábrica da Unicer, perto a Zona Industrial de Loulé, e irá integrar estúdios de cinema e televisão, uma plataforma de streaming que irá desenvolver novos conteúdos, e servirá igualmente como a “casa” de muitos produtores independentes para que, a partir daqui, possam promover o seu trabalho em todo o mundo.

Essa fábrica, que fechou em 2008, chegou a ser responsável por 7% da produção de cerveja da Unicer.

«Trata-se de um projeto à escala global que colocará Loulé na rota das grandes produções cinematográficas e televisivas e, como tal, estivemos desde o início ao lado dos investidores. Acreditamos que a criação deste complexo será um momento decisivo e de viragem na diversificação e dinamização da economia da região, em sintonia com projetos em curso noutras áreas e que têm o nosso concelho como palco, como é o caso do ABC Loulé Active Life Health and Research, no que toca à saúde, ou o Quarteirão Cultural, na área da cultura», diz Vítor Aleixo.

Por outro lado, o presidente da Câmara de Loulé salienta os empregos gerados com este investimento.

«São, no mínimo, 300 novos postos de trabalho diretos criados, para além dos milhares que, indiretamente, serão criados a médio prazo. Esta é uma das componentes do projeto que nos deixa mais satisfeitos até porque serão muitos os louletanos que irão beneficiar no imediato com o projeto», sublinha Vìtor Aleixo.

«Estão, pois, reunidas todas as condições para que Loulé reforce o seu papel de município catalisador de investimento, alavancador da economia regional e pioneiro no contexto nacional em mais uma área que assenta nas indústrias criativas e de entretenimento», conclui o autarca.

Comentários

pub
pub