Sessão pública dá a conhecer o plano da Câmara de Faro para a Lejana

Plano de Pormenor desta zona da cidade de Faro, onde se situa ao Centro de Saúde e o Depósito de Água, está em consulta pública

Uma sessão aberta a toda a população para discutir o Plano de Pormenor da Lejana, atualmente em consulta pública, vai ser promovida pela Câmara de Faro, no dia 7 de Fevereiro, às 16h00, no salão nobre da Câmara Municipal de Faro.

Esta iniciativa acontecerá quase duas semanas antes da data estipulada para o final do período de consulta pública, o dia 19 de Fevereiro.

Qualquer cidadão pode consultar o plano, que está disponíve na Loja do Munícipe (Mercado Municipal de Faro), no Departamento de Infraestruturas e Urbanismo da Câmara de Faro (Largo de São Francisco) ou no site da Câmara de Faro.

Os contributos da população devem ser feitos por escrito, até ao termo do período de discussão pública, e dirigidos ao presidente da Câmara Municipal de Faro, por correio ou para o email geral@cm-faro.pt, «com indicação expressa de “Discussão Pública do Plano de Pormenor da Lejana” e com a identificação e morada de contacto do signatário».

Segundo a Câmara de Faro, a proposta em causa «constitui uma alteração da que foi discutida em 2018, tendo sido introduzidas adaptações decorrentes das participações então entregues».

O Plano de Pormenor da Lejana abrange uma área de aproximadamente 42 hectares, «perfeitamente integrada em solo urbano, mas que apresenta realidades distintas quanto à consolidação do espaço urbano».

«A área de intervenção é delimitada a sul pela Avenida Calouste Gulbenkian, a poente pela Estrada da Senhora da Saúde, a norte, ainda que incluindo parcialmente, pela urbanização titulada pelo Alvará n.º1/04 e área envolvente ao futuro traçado pela 3ª circular de Faro, e a nascente pela EN2/ Estrada do Alportel», enquadrou a autarquia.

Esta área integra, «parcial ou totalmente, diversas urbanizações resultantes de operações de loteamento urbano, parcelas desocupadas objeto de pretensões de particulares, a área envolvente ao Depósito de Água, bem como zonas que necessitam de ser requalificadas e reestruturadas».

Com o instrumento de ordenamento do território agora em consulta pública, a Câmara «pretende assegurar uma estrutura urbana coerente, equilibrada e sustentável, potenciando um urbanismo que respeite a morfologia do local e, em simultâneo, contribuir para a valorização das entradas da cidade de Faro, promovendo a qualificação e requalificação dos principais eixos viários, designadamente a EN2/Estrada do Alportel e a Estrada da Senhora da Saúde, assegurando ainda a concretização da 3ª circular de Faro».

Comentários

pub
pub