Prisão preventiva para homem que matou cabeleireira em Faro

Homem tinha sido companheiro de uma sobrinha-neta da vítima

Créditos: Depositphotos

Um homem de 43 anos, suspeito de ter matado uma cabeleireira, em Novembro do ano passado, em Faro, ficou em prisão preventiva, acaba de anunciar o Ministério Público (MP). 

Segundo o MP, este homem agrediu a mulher, que conhecia por ter sido companheiro de uma sua sobrinha-neta, até a matar.

Depois, «há suspeitas de ter procurado na mala da vítima a sua morada e chaves de casa» para a assaltar, algo que conseguiu.

De acordo com o MP, foram levados «diversos objetos e valores» da casa desta cabeleireira, bem como do seu estabelecimento comercial, situado na Rua do Montepio, em plena baixa de Faro.

Este homem, que foi detido este sábado, 25 de Janeiro, no concelho de Loulé, já foi condenado a penas de prisão, por exemplo devido a roubos.

O inquérito é dirigido pelo Ministério Público da 1ª secção de Faro do Departamento de Investigação e Ação Penal de Faro, com a coadjuvação da Polícia Judiciária.

Comentários

pub
pub