Portimonense perde chance de fugir à zona de descida

Algarvios saíram perante um coro de assobios

O Portimonense não foi além de um empate a zero frente ao Paços de Ferreira, na 16ª jornada da I Liga de futebol, disputada este sábado, 11 de Janeiro. Os algarvios deixaram escapar a oportunidade de sair da zona de descida.

Com Marlos no 11 titular e o reforço Bruno Costa no banco, o Portimonense foi ao jogo com a certeza de que tinha de ganhar para fugir aos lugares de despromoção, uma mensagem deixada, inclusive, pelos adeptos numa tarja exibida.

O alerta estava dado, mas a verdade é que a primeira parte foi fraca e quase sem oportunidades de golo.

Salvou-se um cabeceamento de Dener ao minuto 3, que passou perto do poste, e uma arrancada de Marlos, aos 40′, que esbarrou, já dentro da área, no central Maracás.

No segundo tempo, António Folha lançou Bruno Costa, que se estreou como jogador dos algarvios.

O Portimonense apareceu mais atacante, apesar de as chances continuarem a ser escassas. Jackson, aos 60′, cabeceou por cima, depois de um canto, mas o Paços também respondeu por Bruno Santos, em lance semelhante (63′).

Os algarvios carregaram nos últimos minutos e Aylton teve uma dupla perdida. Aos 77′, bem servido por Jackson, o extremo português não conseguiu rematar, já dentro da área e só com o guarda-redes Ricardo Ribeiro pela frente.

Passados oito minutos, o mesmo Aylton teve tudo para marcar, mas, sem oposição no lado esquerdo da área, rematou junto ao poste.

Os algarvios não conseguiram mesmo chegar ao golo e saíram perante um coro de assobios.

Com este empate, o Portimonense soma 14 pontos e continua na zona de despromoção a um ponto do Paços de Ferreira e Belenenses (menos um jogo). Na próxima jornada, a última da primeira volta, os algarvios visitam o Aves.

 

Fotos: Nelson Inácio | Sul Informação

 

 

Comentários

pub
pub