Portimonense em crise profunda perde com o último

Algarvios perderam com o último classificado

Foto de arquivo

A crise parece não ter fim. O Portimonense perdeu com o Desportivo das Aves, último classificado, por 3-0, em jogo da 17ª jornada da I Liga de futebol, disputado este sábado, 18 de Janeiro. Desde que o campeonato começou, os algarvios apenas venceram duas partidas.

Num jogo entre último (Aves) e penúltimo (Portimonense), foi a equipa da casa quem entrou melhor. Folha lançou, do lado dos algarvios, Bruno Costa e Takuma Nishimura, na estreia do japonês em jogos da I Liga, mas podia ter sofrido o primeiro logo no minuto inicial.

Reko fez um cruzamento-remate, do lado esquerdo, que obrigou Ricardo Ferreira a uma boa defesa. Os primeiros minutos foram dominados pelo Aves. A turma de Nuno Manta Santos apareceu mais ofensiva e com maior vontade de mostrar serviço.

Aos 17′, Wellington deu um primeiro aviso, com um remate de fora da área, lance que havia de repetir, aos 25′. À segunda tentativa, a bola bateu com estrondo na trave da baliza dos algarvios, naquela que foi a melhor oportunidade de toda a primeira parte.

O Portimonense conseguiu equilibrar, depois do maior ímpeto avense, e teve em Bruno Costa um dos melhores em campo. Ao minuto 30, Pedro Sá esteve perto do golo, mas o cabeceamento, após livre, saiu ao lado.

Foi já na segunda parte que surgiu o tento inaugural. Welinton desmarcou-se, recebeu um passe de Banjaqui, dominou com classe e, dentro da área, rematou sem hipóteses para Ricardo Ferreira. Estavam jogados 54 minutos e o Portimonense tinha uma missão difícil pela frente, até porque, dentro de campo, mostrava poucos argumentos.

Folha lançou Beto e Marlos Moreno no ataque ao empate e o extremo do Portimonense até esteve perto de marcar, aos 72 minutos, após um remate de primeira.

Só que, com a maior predisposição ofensiva, os algarvios relegaram o processo defensivo para segundo plano. Isso ficou patente no 2-0 do Aves que surgiu de um contra-ataque rápido, finalizado por Banjaqui (74′).

O calvário algarvio parecia não ter fim. Aos 79 minutos, Mohammadi fez o 3-0, num golo fácil, em que só teve de encostar à boca da baliza.

Com esta derrota, o Portimonense continua com os mesmos 14 pontos, no fim da primeira volta. Os algarvios estão no penúltimo lugar – em zona de descida – a um ponto do Paços de Ferreira, que tem menos um jogo.

Será o fim de linha para António Folha no comando do Portimonense?

Comentários

pub
pub