Música JA volta a dar palco aos jovens músicos algarvios

Inscrições já abriram

É uma iniciativa que, acima de tudo, quer mostrar «a qualidade e valor que os jovens têm». O concurso Música JA, destinado a bandas ou projetos a solo, desde que sejam do Algarve, já tem inscrições abertas para dar palco a quem está a dar os primeiros passos no meio artístico. 

Esta será a segunda edição do Música JA, projeto coordenado pela Direção Regional do Algarve do Instituto Português do Desporto e Juventude, em parceria com as Câmaras de Faro, Lagoa e São Brás de Alportel, a ETIC_Algarve, a FNAC, a Associação Académica da Universidade do Algarve e, ainda, a Rádio Universitária do Algarve (RUA) FM.

As inscrições abriram ontem, 10 de Janeiro, e estendem-se até 3 de Março. Ao Música JA, podem concorrer projetos musicais cujos elementos sejam residentes no Algarve, tenham entre 14 e 30 anos e que não tenham qualquer contrato discográfico.

Oito projetos serão selecionados para atuar em duas eliminatórias: uma a 21 de Março, em São Brás, e outra a 28 do mesmo mês, mas em Lagoa. Os quatro melhores vão disputar a final a 4 de Abril, na sede regional do IPDJ, em Faro.

Depois do sucesso do primeiro ano – em que os Black Teddys foram os vencedores – a iniciativa tinha de ter continuação.

 

 

 

«É a segunda edição, mas é como se fosse a primeira, porque a paixão é a mesma», começou por dizer Custódio Moreno, delegado regional do IPDJ, na apresentação do Musica JA, esta sexta-feira, 10 de Janeiro.

«Este é um projeto alargado que o Instituto, sozinho, teria dificuldade em pôr de pé», explicou. Daí o extenso rol de parcerias.

O grande objetivo geral – e comum – passa por «concretizar os sonhos» dos jovens que querem vingar no mundo da música. «E nós sabemos como não há assim tantas oportunidades», considerou.

No entender do delegado regional do IPDJ, «no Algarve, há muita qualidade e muitos jovens a criar». «Quero que seja uma mostra da qualidade e um evento de afirmação dos jovens», acrescentou.

Apesar de o grande propósito não ser «quem ganha», a verdade é que os prémios do concurso são apetecíveis. Para todos os finalistas haverá recompensas. O vencedor terá direito a uma atuação no Festival F (Faro), com cachet a definir, e à gravação de um EP de originais.

Já o segundo classificado vai atuar na Fatacil, em Lagoa, também com direito a cachet, e dar concerto também numa loja FNAC à escolha.

A fechar o pódio, quem ficar em 3º, atuará na Semana Académica do Algarve (com cachet) e receberá um cheque de formação de 2 mil euros a ser usado na ETIC_Algarve.

Por fim, o 4º classificado terá direito a um concerto em São Brás de Alportel. Para todos, está também certa a inclusão de um tema na programação da RUA FM.

Como já se viu, este é um projeto que envolve várias entidades, cujos representantes marcaram presença na conferência de imprensa de apresentação.

 

 

Ana Martins, vereadora da Câmara de Lagoa, aludiu ao facto de a sua autarquia ter aceitado «desde a primeira hora» o convite para fazer parte do Música JA. Quanto ao facto de receber uma das bandas na Fatacil, Ana Martins disse que a passagem pelo palco dessa festa «poderá levar a outras oportunidades».

Marlene Guerreiro, vice-presidente da Câmara de São Brás de Alportel, não negou a hipotética atuação de uma banda na Feira da Serra, evento maior do concelho. «Gostamos de valorizar os talentos e por isso estamos cá para apoiar os jovens», explicou.

Já Gil Silva, diretor do Teatro das Figuras, em representação também da Câmara de Faro, falou de uma realidade que muitos grupos enfrentam. «As bandas às vezes até ensaiam, mas depois não têm palco», disse. O Música JA também é importante, pois ajuda os grupos «a conhecer os projetos dos seus pares».

Francisco Aragão, da empresa Mentecapta-Produções Áudio, também falou da questão da visibilidade de novas bandas. «Hoje até é mais fácil divulgar projetos», disse, mas o Música JA tem o condão de dar mais «oportunidades aos jovens».

Quem sabe se este concurso não será a rampa de lançamento para uma banda algarvia de sucesso?

As inscrições podem ser feitas aqui, devendo ser enviados dois temas, em formato mp3, com duração não superior a 10 minutos, para faro@ipdj.pt.

 

Comentários

pub
pub