Municípios pedem auditoria às contas da ALGAR

António Pina deu ao Sul Informação a primeira entrevista de fundo desde que tomou posse como presidente da AMAL

 

A Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) vai pedir uma auditoria às contas da ALGAR para ter «uma terceira opinião» em relação aos números que são apresentados pela administração da empresa responsável pela recolha e valorização de resíduos nos concelhos do Algarve, cujo capital social é agora, maioritariamente, privado.

O anúncio foi feito em exclusivo ao Sul Informação por António Miguel Pina, o novo presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve, na primeira entrevista de fundo que concedeu desde que tomou posse como dirigente máximo da AMAL.

O autarca justifica a auditoria com o «risco de falência do sistema» que os presidentes de Câmara consideram existir e admite que este pode ser um primeiro passo para o resgate da concessão, por parte dos 16 municípios, que são ao mesmo tempo sócios e clientes da empresa.

Veja aqui a primeira parte desta entrevista em vídeo, onde António Pina revela quais os planos dos municípios para a área dos resíduos.

Comentários

pub
pub