Inteligência artificial é tema de workshop de capacitação na UAlg

Sessão dirige-se a empreendedores, empresários, estudantes e docentes universitários

A inteligência artificial vai ser tema de um workshop de capacitação que a Algarve STP (Systems and Tecnology Partnership) vai promover no dia 23 de Janeiro, entre as 9h30 e as 17h30, nas salas 0.5 e 0.6 do edifício dos anfiteatros do Complexo Pedagógico do Campus da Penha da Universidade do Algarve, em Faro.

A oficina de trabalho “Inteligência Artificial”, que será animada pela Fraunhofer Portugal, é gratuita e dirige-se a empreendedores e empresários, bem como a estudantes e docentes universitários.

O workshop será organizado em dois grupos: uma sessão orientada para técnicos com experiência de programação e uma sessão para administradores, gestores e empresários.

Apesar de não ter custos, a sessão conta com um número máximo de participantes, pelo que os interessados devem responder a um questionário disponível online.

«A inteligência artificial é hoje um tema frequente de debate a nível científico, e empresarial, verificando-se a existência de múltiplas interpretações e utilizações desta terminologia», enquadrou a Algarve STP.

Daí que a associação, em parceria com a Universidade do Algarve, tenha decidido avançar para esta ação de capacitação. O evento também é promovido «numa ótica de promoção do ecossistema regional e das dinâmicas do Algarve Tech Hub».

Quanto à entidade escolhida para dinamizar a sessão, a Fraunhofer Portugal, tem como missão «desenvolver investigação com aplicabilidade prática para o desenvolvimento económico e melhorar a vida das populações materializa-se, atualmente, através do centro de investigação Fraunhofer Portugal Research Center for Assistive Information and Communication Solutions (FhP-AICOS), localizado no Porto. Este centro surgiu em 2009 no seguimento de uma parceria entre a Sociedade Fraunhofer (Fraunhofer-Gesellschaft), a Fundação para a Ciência e a Tecnologia e a Universidade do Porto».

«Com uma equipa de cerca de 80 investigadores contratados e uma carteira de clientes de diversas áreas de negócio como a saúde, agricultura, comercio e retalho ou energia, o FhP-AICOS apresenta competências consolidadas nas áreas de Design centrado no utilizador, Inteligência artificial e Sistemas ciber-físicos», acrescentou a associação.

A sessão é organizada pela Associação Algarve STP, ao abrigo do projeto KCITAR, financiado pelo programa CRESC Algarve e enquadra-se no ciclo “Ecossistema de Inovação do Algarve”.

Comentários

pub
pub