Congelagos processou 6 mil toneladas de pescado só nos últimos 4 meses de 2019

Empresa celebrou sucesso do lançamento com armadores, pescadores, representantes de associações e da Docapesca

A empresa Congelagos SA processou 6 mil toneladas de pescado só nos últimos quatro meses de 2019. As espécies processadas incluem cavala, carapau, sardinha e polvo.

A empresa do Grupo Battaglia, sediada em Odiáxere (Lagos) celebrou, no passado sábado, o sucesso no lançamento da fábrica e a conclusão da primeira campanha. A empresa foi inaugurada a 22 de Março do ano passado, numa cerimónia presidida pela ministra do Mar Ana Paula Vitorino, como contou o Sul Informação em reportagem.

Após um período de comissionamento, a mais avançada fábrica do género em Portugal deu início à operação em Setembro passado.

“A Congelagos está alicerçada num estreito relacionamento de confiança com os nossos principais parceiros — os melhores armadores do País. Estamos gratos pela presença de todos vocês aqui hoje. Este evento é testemunho claro de que estamos no caminho certo,” disse João Pimenta, CEO da Congelagos, na abertura da celebração, dirigindo-se aos armadores presentes.

Os armadores, por sua vez, manifestaram franca satisfação na parceria com a Congelagos. “Em 2019, a Congelagos foi a salvação de toda a pesca de cavala,” exclamou Abílio Santos, proprietário e mestre do Poema do Mar, embarcação de cerco afiliada à Opcentro, associação de armadores sediada em Peniche.

Miguel Cardoso, presidente da OlhãoPesca, descreveu a Congelagos como “uma lufada de ar fresco”, referindo-se ao valor
criado em 2019 para os seus associados.

“Na inauguração da fábrica, em Março de 2019, dissemos que a Congelagos tinha sido construída para vocês,” disse Nuno Battaglia, Chairman, dirigindo-se aos armadores e pescadores presentes. “Alguns na altura duvidaram. Hoje não há dúvida”.

“Vamos continuar a investir no aumento de capacidade, expansão para novos mercados e desenvolvimento de produtos que vão ao encontro das necessidades insatisfeitas de consumidores sofisticados, como os italianos e os japoneses”, disse Battaglia.

“O nosso foco para 2020 vai ser a qualidade”, continuou. “Mas este é um esforço que exige o foco de todos, incluindo armadores, pescadores e a própria Docapesca. A qualidade começa na água, mesmo antes do peixe ser alado para bordo”.

O evento, realizado no clube desportivo local, contou com a presença de armadores, pescadores, representantes de associações e da Docapesca. O almoço incluiu uma sardinhada algarvia, muito apreciada pelos presentes, de sardinhas congeladas da Congelagos.

Congelagos SA é a primeira empresa mercado – produtor de peixe, com foco em pequenos pelágicos. Inaugurada em 2019, recebeu apoios do programa Mar2020, fundado pela UE e o Governo Português.

 

Fotos: Congelagos

Comentários

pub
pub