3500 quilos de haxixe apreendidos em alto mar em barco de pesca ao largo do cabo de São Vicente

Cinco dos sete detidos ficaram em prisão preventiva

Foto de arquivo

Um barco de pesca com 3500 quilos de haxixe a bordo foi apreendido «nos últimos dias», «em pleno Oceano Atlântico, em frente ao Cabo de São Vicente», no decurso da operação policial «Catavento», que visa «o desmantelamento de uma estrutura criminosa de tráfico de estupefacientes», anunciou hoje a Polícia Judiciária.

A operação, dirigida pela da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes da PJ, que contou com o apoio da Marinha e da Força Aérea, destinou-se a desmantelar uma organização que é «suspeita de introduzir em território nacional, por via marítima, grandes quantidades de haxixe proveniente do Norte de África, para posteriormente ser transportado, por via terrestre, para vários países europeus».

Além da apreensão da embarcação e da droga, foram ainda detidos sete homens, seis portugueses e um estrangeiro, com idades entre os 29 e os 52 anos, todos eles presumíveis integrantes da organização criminosa.

Cinco dos detidos, que foram já apresentados a primeiro interrogatório judicial de arguido detido, ficaram em prisão preventiva.

A investigação, iniciada em 2019 e que também contou com o apoio do Cuerpo Nacional de Policía de Espanha e do Maritime Analysis and Operations Centre – Narcotics (MAOC-N), com sede em Lisboa, «irá prosseguir, tendo em vista a recolha de mais elementos probatórios», acrescenta a PJ.

Comentários

pub
pub