Moçoilas cantaram e encantaram na festa dos Amigos do Museu de Portimão

Concerto oferecido pelo GAMP às festas da cidade de Portimão foi um sucesso

«Atão, porque não?», perguntaram – e cantaram – as Moçoilas no concerto que assinalou o 5º aniversário do Grupo de Amigos do Museu de Portimão, no auditório desta estrutura museológica.

Com casa completamente cheia, o grupo que fez reviver o património musical das duas vertentes – algarvia e alentejana – da Serra do Caldeirão e que, dessa tradição, criou temas muito seus, interpretados com toda a alma, pôs toda a gente a cantar, durante mais de hora e meia.

O grupo musical Moçoilas, hoje constituído por Inês Rosa, Margarida Guerreiro e Teresa Silva, completou há pouco 25 anos de vida. O seu repertório parte de temas antigos enriquecidos «com a sua própria energia, modificando uns, apropriando-se de outros e preparando caminho para novas melodias e novas canções». Por isso, uma escolha muito apropriada para o aniversário do Grupo de Amigos do Museu de Portimão.

O concerto foi oferecido pelos Amigos do Museu de Portimão à programação do Dia do Município, que se comemora esta quarta-feira, 11 de Dezembro. E foi aposta ganha, porque nem um bilhete sobrou.

Mas a iniciativa teve ainda uma vertente solidária: os bilhetes eram gratuitos, mas cada pessoa tinha que levar um produto alimentar ou de higiene, para doar ao Lar Bom Samaritano, que acolhe crianças. E os Amigos do Museu de Portimão corresponderam: a organização tinha preparado um caixote grande para acondicionar os donativos, mas teve de arranjar pelo menos mais dois, que ficaram bem cheios.

 

Fotos: Filipe da Palma

 

Comentários

pub
pub