Já está aprovada a requalificação das ruas do centro histórico de Loulé

Esta é uma das ações programadas na estratégia definida para a Área de Reabilitação Urbana

A Câmara Municipal de Loulé aprovou, em reunião realizada a 27 de novembro, a obra de “Requalificação Urbanística dos Arruamentos do Centro Histórico de Loulé”, uma intervenção que irá incidir na área localizada intramuros na zona poente do casco histórico medieval da cidade, constituindo a linha de rotura entre a edificação antiga (casario do Centro Histórico) e a edificação nova Urbanização do Rossio (antiga Horta D’El Rei e terrenos de feira).

«Tratando-se de uma área do ponto de vista urbano, social, cultural e histórico de grande relevância», o Município afirma pretender que a «preservação das suas características endógenas seja aliada à sua requalificação, para que a população residente, o utilizador ou o visitante possam usufruir destes espaços de uma forma segura, confortável e com qualidade».

Assim, explica a Câmara de Loulé em nota de imprensa, os objetivos principais desta intervenção «passam pela preservação da imagem e do carácter do Centro Histórico, melhorando a sua acessibilidade e circulação, mantendo uma linguagem coerente com as intervenções recentes e padronizando materiais neutros através de perfis adequados a cada rua, sem criar barreiras visuais, e cuja função principal seja a de transmitir qualidade e segurança a quem o utiliza».

Por outro lado, os trabalhos irão incidir também «na requalificação das infraestruturas enterradas, substituindo as existentes e criando as que se encontram em falta, no reforço da iluminação pública e do mobiliário urbano de uma forma muito criteriosa e integrado no tecido urbano sem que se transforme numa barreira arquitetónica, e na requalificação da rede elétrica e de telecomunicações no sentido de minimizar o impacto estético de postes e cabos aéreos que se encontram nas fachadas ou a atravessar ruas de forma desordenada».

Será dada «prioridade aos fluxos pedonais», pelo que este projeto passa por «retirar o estacionamento inadequado, reorganizando-o nas zonas limítrofes».

A autarquia salienta que esta obra é uma das ações programadas na estratégia definida para a Área de Reabilitação Urbana do Centro Histórico de Loulé, e enquadra-se no objetivo de garantir a qualidade urbana do centro histórico e recuperação do espaço público urbano.

Para os responsáveis municipais, esta intervenção «integra-se num estratégia alargada e concertada que tem em vista reabilitar aquela que é a joia da coroa da cidade, durante muitos anos esquecida por quem habitava e visitava Loulé, mas que é hoje um ponto de passagem obrigatória para os turistas, rejuvenescendo o tecido demográfico, atraindo novos negócios, ligados aos setores criativos, e gerando uma nova dinâmica socioeconómica neste espaço urbano».

A requalificação destes arruamentos irá juntar-se a outras ações que têm sido «determinantes para a revitalização desta área», como é ocaso da reabilitação do património cultural aqui existentes (Ermida de Nossa Senhora da Conceição, Castelo ou Igreja Matriz), a realização do Festival MED, o apoio aos proprietários, tendo em vista a recuperação das habitações ou o projeto de musealização dos Banhos Islâmicos (em curso).

Comentários

pub
pub