Algarviana Ultra Trail 2019, o amor à amizade

A opinião de um participante da ALUT

O ultramaratonista Rui Pinho conta na primeira pessoa o regresso ao ALUT – Algarviana Ultra Trail. Uma história com dores, bolhas, amizades improváveis e muito amor pela corrida.

Dizer o que nos faz tentar correr 300 quilómetros por serras, cerros e barrancos, numa permanente luta contra as adversidades e contra o tempo – que é limitado entre todas as etapas -, é um exercício difícil de concretizar. Já explicar o que nos leva a repetir uma experiência destas, passa de difícil a possível, quando, imediatamente depois de a terminarmos, sentimos saudade do conforto que todo aquele “staff” nos transmite, e descarregamos num choro mais ou menos encapotado toda a emoção que fomos acumulando ao longo de um caminho árduo que nos levou até ali, à tão desejada Ponta de Sagres.

Leia mais no Jornal de Notícias.

Comentários

pub
pub