UAlg mantém posição em ranking internacional com (ainda) mais universidades

UAlg volta a estar em destaque nas áreas de “Life Sciences” e “Clinical, Pre-Clinical & Health”

A Universidade do Algarve (UAlg) manteve as posições que já ocupava no World University Rankings da Times Higher Education (THE), apesar de a competição ter aumentado, devido à entrada de mais universidades.

A UAlg continua na posição 401-500 na área de “Life Sciences” e a posição 501-600 na área de “Clinical, Pre-Clinical & Health”.

«Em ambas as áreas, a UAlg obteve o melhor desempenho a nível nacional no “International Outlook”, ou seja, na projeção internacional, entre as oito universidades portuguesas que estão incluídas na lista», segundo a Universidade Algarvia.

«Na edição de 2020, este ranking aumentou de 751 universidades (em 2019) para 821 na área de “Life Sciences”, e passou de 721 (em 2019) para 775 universidades na área de “Clinical, Pre-Clinical & Health”. A edição de 2020 é elaborada tendo em conta as diversas valências das instituições, como ensino, investigação, projeção internacional e transferência de conhecimento», acrescentou a UAlg.

A Instituição de Ensino Superior algarvia a Universidade do Algarve recorda que integrou este ano, pela primeira vez, a lista das melhores do mundo em Ciências Sociais e em Gestão e Economia deste ranking.

«Os critérios de inclusão nestes rankings são atingir o limite mínimo de 200 publicações nos últimos cinco anos nestas áreas e o seu corpo docente atingir o limite mínimo de 4% do total para a área de Ciências Sociais e 5% para a área de Gestão e Economia. Nas áreas de “Life Sciences” e “Clinical, Pre-Clinical & Health”, os critérios são: limite mínimo de 500 publicações nos últimos 5 anos e 5% do corpo docente ser da área (ou mínimo de 50 docentes)», explicou a instituição.

Ainda de acordo com os resultados disponibilizados pela Times Higher Education (THE) no início de Setembro, a Universidade do Algarve voltou a integrar o ranking mundial das universidades. «Situada entre as posições 801 e 1000 a nível mundial, a publicação já havia considerado que o ponto mais forte da Academia algarvia é a sua projeção internacional, obtendo o melhor resultado nacional neste indicador».

A edição de 2020 deste ranking integra 1396 universidades, de 92 países, «e avalia as Instituições de Ensino Superior ao nível do seu desempenho no ensino, na investigação, na transferência de conhecimento e na projeção internacional (docentes, estudantes e investigadores)».

Comentários

pub
pub