Olhão torna escola de Brancanes «mais segura, bonita e requalificada»

Obras incluíram o reforço antissísmico do edifício

A Câmara de Olhão realizou obras na EB1 de Brancanes, em Olhão, que permitiram não só resolver problemas existentes no edifício, como proceder ao reforço antissísmico do edifício.

As obras terminaram a 18 de Novembro e permitiram que «os cerca de 40 alunos matriculados naquele estabelecimento de ensino público de Olhão têm uma escola mais segura, bonita e requalificada», segundo a Câmara olhanense.

A autarquia olhanense gastou 80 mil euros nesta empreitada no âmbito da qual foram «reparados diversos problemas existentes no edifício – fissuras nas paredes, infiltrações ao nível do telhado e degradação geral da pintura – e substituídas as portas de entrada».

De caminho, acrescentou a Câmara de Olhão, «procedeu-se também ao reforço antissísmico de todo o edifício, no âmbito do Projeto PERSISTAH».

As obras de requalificação incluíram a pintura exterior integral, a pintura interior das salas de aula e parte antiga, picagem e execução de novo reboco nas paredes exteriores de alvenaria de pedra, substituição do telhado com colocação de subtelha, impermeabilização da cobertura da zona ampliada, limpeza e reparação do sistema de drenagem de águas pluviais e substituição das portas envidraçadas para as zonas abertas laterais.

No âmbito das medidas antissísmicas, o município reforçou a estrutura das paredes exteriores e centrais do edifício em alvenaria de pedra, de acordo com um estudo realizado pelo Departamento de Engenharia Civil do Instituto Superior de Engenharia da Universidade do Algarve.

 

Fotos: Câmara de Olhão

Comentários

pub
pub