Lagoa vai ensinar para a paz

O Conselho Português para a Paz e Cooperação é uma associação sem fins lucrativos

O Município de Lagoa e o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) assinaram, no passado dia 30 de Outubro, um protocolo de cooperação que visa promover uma cultura de paz, junto das comunidades deste concelho algarvio. 

A celebração do protocolo destina-se a promover ações de “Educação para a Paz” junto da comunidade educadora do concelho, em diferentes momentos ao longo do ano.

Neste quadro, deverão circular pelas escolas e associações locais várias exposições de que são exemplo as intituladas: “Construir a Paz com os valores de Abril”, “100 anos da Grande Guerra e a Luta pela Paz”, “Décadas de Luta pela Paz”, “Celebrar a Vitória, Defender a Paz” e “Defender a Paz, contra as armas nucleares”.

A educação para a paz, seja direcionada para as novas gerações ou para outros públicos, deverá ainda passar pelo intercâmbio de experiências e iniciativas diversas com entidades que integram o Movimento dos Municípios para a Paz, ou com outras instituições interessadas na defesa da liberdade e das relações pacíficas e de cooperação.

O Conselho Português para a Paz e Cooperação é uma associação sem fins lucrativos, que intervém ativamente na luta pela paz, pela solidariedade e cooperação entre os povos, defendendo a resolução pacífica dos conflitos e desarmamento, que promove a cultura pela paz.

Por seu lado, o Município de Lagoa pertence ao Movimento dos Municípios pela Paz desde 21 de Fevereiro de 2017, tendo subscrito os “10 Compromissos para a Paz” e juntando-se aos que consideram a paz como princípio essencial à vida humana, condição indispensável para o progresso, bem-estar e liberdade dos povos.

Comentários

pub
pub