Há cinco anos que o Cante é Património da Humanidade

Iniciativas não faltam para assinalar a data

O Cante Alentejano celebra esta quarta-feira, 27 de Novembro, cinco anos da eleição como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO. 

Para assinalar a data, haverá várias iniciativas, espalhadas por vários concelhos alentejanos. Em Serpa, que é a comunidade representativa do Cante, termina hoje a 5ª edição do CanteFest, um evento que o Sul Informação já deu a conhecer.

Para encerrar a iniciativa, haverá, a partir das 18h00, uma sessão no Cineteatro Municipal. Além disto, está previsto um espetáculo que juntará os grupos do concelho e o pianista Ariel Rodriguez.

Por sua vez, em Castro Verde, as comemorações começaram às 11h00, com “O Cante da Escola vai à Praça”, um momento que junta as crianças do pré-escolar e do 1º ciclo do concelho.

Também a noite será dedicada ao cante, com a estreia em Castro Verde do grupo “Cantares do Campo Branco”, formado por seis músicos do concelho, e que nasceu na vila depois de um desafio da Câmara Municipal para se apresentarem na Semana Cultural da Casa do Alentejo de Toronto.

A somar a isto, vão subir ao palco do Cineteatro Municipal “As Camponesas” de Castro Verde e “Os Ganhões”, num concerto que acontece a partir das 21h00, e onde se homenageará este traço maior da cultura musical do Alentejo através de um repertório composto por modas do Cancioneiro Tradicional.

Ainda no âmbito das comemorações, realiza-se a 30 de Novembro, um Encontro de Grupos Corais do concelho. A iniciativa está agendada para as 16h00, no Anfiteatro Municipal, e, além da atuação dos grupos corais, contemplará ainda a inauguração de uma instalação fotográfica comemorativa.

Por fim, para Beja, capital de distrito, está marcada a rota “Cante ao Entardecer”, a partir das 17h30. Haverá espetáculos de 10 grupos corais, espalhados por cinco igrejas da cidade.

Foi às 11h18, hora francesa, de 27 de Novembro de 2014 que foi feita a declaração do cante alentejano como Património da Humanidade, numa cerimónia em Paris.

A candidatura bem sucedida, deste canto típico do Alentejo, foi, na altura, encabeçada pela Câmara de Serpa, com o contributo da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, da Casa do Alentejo, em Lisboa, da Confraria do Cante Alentejano e da Moda – Associação do Cante Alentejano.

Comentários

pub
pub