Festival de Órgão tem quatro dias recheados de concertos

Festival de Órgão do Algarve é organizado pela Associação Cultural Música XXI

O Festival de Órgão do Algarve está aí e, de quinta-feira, 14 de Novembro, a domingo, dia 17, há concertos marcados para Faro, Boliqueime e Tavira.

Na quinta-feira, dia 14, na Igreja da Sé em Faro, tem lugar às 10h00 um concerto pedagógico dirigido a crianças em idade escolar.

A Dona Chica, o Barnabé, o Sr. João e muitos outros surgem na narração da história “A Aldeia de Dó Mi Sol”, nas imagens e nas improvisações de Inês Machado ao órgão. A narração será de Ana Oliveira e António Gambóias.

Na sexta-feira, 15 de Novembro, na Igreja Paroquial de Boliqueime, o organista Rui Paiva e o Quarteto Arabesco (quarteto de cordas) apresentam música de câmara instrumental, com concertos, sonatas e minuetes.

No mesmo dia, na Igreja da Misericórdia de Tavira, a organista Inês Machado e Sara Pedro (soprano) apresentam um programa de exaltação da voz feminina, com espaço também para obras mais conhecidas do público: Avé Verum de Mozart, Panis Angelicus de César Franck e Avé Maria de Caccini.

Ambos os concertos começam às 21h30.

No sábado (16), na Igreja do Carmo em Faro, o organista Rui Paiva e o Quarteto Arabesco, composto por Denys Stetsenko, Raquel Cravino, Lúcio Studer e Ana Raquel Pinheiro, voltam a juntar-se para apresentar um novo programa de música de câmara instrumental. O concerto também será às 21h30.

A terminar, realiza-se às 16h00 no domingo, dia 17, um concerto protagonizado pelos alunos da Escola de Órgão da Sé de Faro que pretende dar a conhecer o seu trabalho. A Escola de Órgão da Sé de Faro iniciou-se no ano letivo de 2017/2018, por iniciativa do Cabido da Sé, na pessoa do Cónego José Pedro Martins.

Contando atualmente com 20 alunos, visa prepará-los no acompanhamento do canto litúrgico e no aprofundamento dos conhecimentos musicais. As aulas são lecionadas pelo organista André Ferreira.

Todos os concertos são de entrada livre.

O Festival de Órgão do Algarve 2019 é organizado pela Associação Cultural Música XXI, conta com os apoios da Direção Regional de Cultura do Algarve e dos Municípios de Faro, Loulé, Tavira e Portimão, com o apoio à divulgação da Região de Turismo do Algarve.

Os parceiros de comunicação são a Antena 2, Sul Informação e Rua FM. Conta ainda com a parceria da Ordem do Carmo de Faro, do Cabido da Sé de Faro, das Paróquias de Portimão, Boliqueime e Tavira e da Misericórdia de Tavira.

 

Programa dos concertos:

 

Igreja Paroquial de Boliqueime, 15 Novembro

Johann Sebastian Bach (1685-1750): Concerto para cravo e orquestra em Fá menor, BWV 1056

Domenico Scarlatti (1685-1757): Sonata (Fuga) K. 58 em Dó menor

Joseph Haydn (1723-1809): Concerto para órgão em Dó maior, Hob. XVIII/8

Ramón Ferreñac (1763-1832): Tempo de minué

George Frideric Handel (1685-1759): Concerto para órgão e orquestra em Sol menor, Op. 4 n.º 1

 

Igreja da Misericórdia de Tavira, 15 Novembro:

 

Antonio Vivaldi (1678-1741): Domine Deus (Gloria)

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791): Avé Verum

Baldassare Galuppi (1706-1785): Sonata com Ripieni e Flauti

César Franck (1822-1890): Panis Angelicus

Gounod (1818-1893): Pie Jesu

Girolamo Frescobaldi (1583-1643): Canzon Dopo la Pistola

Giovanni Battista Pergolesi (1710-1736): Cujus animam gementem (Stabat Mater)

Gounod (1818-1893): O Salutaris

Carlos Seixas (1704-1742): Sonata em Ré Maior

Gounod (1818-1893): Sanctus

Giovanni Battista Pergolesi (1710-1736): Vidit suum dulcem natum (Stabat Mater)

Baldassare Galuppi (1706-1785): Sonata per flauto

Francisco Correa de Arauxo (1584-1654): Quinto tiento de medio registro de tiple de septimo tono

Giulio Caccini (1551-1618): Avé Maria

Igreja do Carmo em Faro, 16 de Novembro:

 

Johann Sebastian Bach (1685-1750): Concerto para cravo e orquestra em Fá menor, BWV 1056:

José Lidon (1748-1827): Sonata em Sol

Joseph Haydn (1723-1809): Concerto para órgão em Dó maior, Hob. XVIII/8

Soror Piedade (Segunda metade do séc. XVIII): Discurso de 1º Tom

George Frideric Handel (1685-1759): Concerto para órgão e orquestra em Sol menor, Op. 4 n.º 1

Comentários

pub
pub