EMARP mostra vida selvagem do Botswana e da África do Sul

Exposição de Vítor Azevedo estará patente até ao dia 6 de Dezembro

A exposição de fotografia de Vítor Azevedo “VIDA – Vida Selvagem do Botswana e África do Sul” pode ser visitada a partir de hoje, dia 4 de Novembro, e até ao dia 6 de Dezembro na sede da EMARP – Empresa Municipal de Águas e Resíduos de Portimão.

A mostra, que é dedicada a Sean van Wyk, junta fotografias captadas no Parque Nacional de Chobe (10.000 km2), no Botswana, e na Reserva Privada de Timbavati (533,92 km2), na África do Sul.

Estas são imagens «que retratam a vida, a sobrevivência e a cadeia alimentar. A morte está intimamente ligada à vida que se transforma num renascer constante e cíclico», segundo a EMARP.

 

 

Foi este princípio que moveu Vítor Azevedo a fazer este conjunto de trabalhos e foi «desta mistura de beleza, brutalidade, doçura, agressividade, sobrevivência que surgiu o título para este trabalho. Porque a vida e a morte andam de mão dada numa constante renovação, gerando mais vida».

Vítor Manuel Nascimento de Azevedo trabalhou 41 anos em hotelaria e aviação comercial, o que lhe proporcionou «a oportunidade de conviver e contactar com muita gente, viajando pelo mundo, fotografando, fazendo amigos, conhecendo outras culturas, costumes e apreciando a gastronomia local e cozinhando a nossa para os amigos».

«Fotografou em vários países onde a fauna é abundante, tais como Costa Rica e Brasil , mas é sem dúvida África que mais o atrai e onde mais gosta de fotografar, aliando o prazer e a proximidade da fotografia com a força da adrenalina ao estar muito próximo e sem barreiras de animais selvagens de grande porte, respeitando os meus espaços… mas ali pertinho deles. Esta exposição tenta mostrar um pouco da beleza da fauna africana», concluiu a EMARP.

Comentários

pub
pub