CHUA admite falhas na Urologia, Oftalmologia e Ortopedia denunciadas pelo deputado Cristóvão Norte

Parlamentar afirma que «sem fixar médicos, não se resolve o problema e os doentes sentem-se desprotegidos»

A Urgência de Urologia vai estar fechada nos hospitais do Algarve neste fim de semana prolongado, enquanto no sábado não haverá oftalmologia. Entre 2 e 4, não haverá também urgência de Ortopedia em Portimão, enquanto em Faro, desde «sábado ao fim da tarde até segunda de madrugada, apenas haverá um médico de serviço, o que é manifestamente insuficiente para dar resposta às necessidades». A denúncia foi feita hoje pelo deputado social-democrata algarvio Cristóvão Norte.

Contactado pelo Sul Informação, o Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário do Algarve admite as falhas. «São já sobejamente conhecidas as carências de recursos humanos médicos no nosso Centro Hospitalar e, por essa razão, temos vindo a trabalhar internamente de forma rigorosa na preparação e organização do trabalho para, mesmo em situações não ideais, em que as equipas possam estar incompletas, seja possível dar resposta aos nossos utentes, ou na região, ou recorrendo à rede de referenciação hospitalar».

Os responsáveis pelo CHUA tentam, ainda assim, tranquilizar os algarvios, dizendo que «em caso de urgência, os utentes devem sempre dirigir-se a um serviço de urgência do Centro Hospitalar Universitário do Algarve, onde serão tratados localmente». «Caso a situação clínica o justifique, serão encaminhados para tratamento noutra unidade saúde», acrescenta o CHUA.

Cristóvão Norte, deputado do PSD pelo Algarve, afirma em comunicado enviado às redações que «estas situações são cada vez mais a regra e não a exceção no Algarve. Sem fixar médicos, não se resolve o problema e os doentes sentem-se desprotegidos e para terem acesso à saúde ou têm dinheiro e vão ou privado ou ficam indefesos».

Para o parlamentar, «é muito compreensível que os doentes vão à urgência, uma consulta demora anos, todos os prazos são ultrapassados e isso equivale a não ter acesso à saúde».

Tendo em conta a situação da saúde na região algarvia, os deputados do PSD Cristóvão Norte, Rui Cristina e Ofélia Ramos, eleitos pelo Algarve, anunciam que vão «questionar o Governo a respeito destas constantes falhas», exigindo que «a situação crítica que a região enfrenta na saúde seja uma prioridade de intervenção no governo».

Comentários

pub
pub