Teatro físico do “Sótão” mostra-se a alunos na Ermida de Guadalupe

Projeto faz parte do DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos

“Sótão, S.A”, um espetáculo de teatro físico, dirigido aos alunos do 1º e 2º ciclo do ensino básico, realiza-se esta quinta-feira, 23 de Outubro, às 10h00, na Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, na Raposeira (Vila do Bispo).

Este é um projeto pedagógico, educativo e comunitário, com base na recolha da tradição oral junto de comunidades do barlavento algarvio, expresso em movimento e revelado em linguagem cénica.

É uma viagem à memória – da palavra, das adivinhas, das lenga-lengas, dos trava-línguas – através das personagens Zelosa e Cuidadosa, as funcionárias do Sótão S.A, empresa de bens imateriais, que têm, por missão, recuperar documentos perdidos que de outra forma estariam condenados ao desaparecimento.

O espetáculo, com criação coletiva e interpretação de Joana Melo, Rita Rodrigues e Paulo Santos, áudio e figurinos de Paulo Santos, desenho e operação de luz de António Ribeiro, sonoplastia e operação de som de Pedro Correia e produção de Maria João Alcobia, contará com a participação de alunos do 2º ciclo da Escola EB 2.3 de S. Vicente (Vila do Bispo).

Este projeto, uma parceria do TEL- Teatro Experimental de Lagos e da CASEAR – Criação de Documentos Teatrais, integra a programação do DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos – uma iniciativa da Direção Regional de Cultura do Algarve.

Comentários

pub
pub