Princesas, maçãs e coelhos gigantes no circo aéreo e cantado que agora ruma a Monchique

Já há sessões esgotadas para a segunda leva de apresentações do espetáculo de novo circo «aéreo e cantado» «Les Princesses»

Como nas pequenas companhias de circo que correm as vilas e aldeias, o homem que faz as nuvens azuis de algodão doce também canta, toca, é acrobata e segura as cordas para as acrobacias da princesa.

Aqui há princesas que dormem em camas de pregos, outra que partilha a maçã (envenenada?) com o seu príncipe. Há coelhos gigantes e uma sereia, a quem o coelho corta as barbatanas, libertando-a dessa condição.

«Oh meu amor, minha Vénus, minha bela / Tu és o meu fogo, o meu vulcão, o meu mel / Oh meu amor, minha Vénus, minha bela / Eu sou a tua promessa eterna», canta o príncipe, em francês, enquanto revolteia no ar.

«Oh meu caçador, oh meu guerreiro, oh meu rei / Faz de mim aquilo que tu quiseres / Oh meu caçador, oh meu guerreiro, oh meu rei / Eu viverei dentro das tuas paredes e sob a tua lei», responde a princesa, enquanto parece voar.

Estes são apenas alguns momentos das quase duas horas do espetáculo de novo circo «aéreo e cantado» «Les Princesses», que a companhia francesa Cheptel Aleïkoum apresentou, sempre com sessões esgotadas, durante quatro noites, no dispositivo cénico montado dentro do Pavilhão Multiusos de Aljezur. No final de uma das representações, José Gonçalves, presidente da Câmara de Aljezur, estava visivelmente contente: «foi para isto mesmo que fizemos o Multiusos. Dá para a Feira da Batata Doce, mas também se adapta muito bem a este tipo de espetáculos. Até a acústica se revelou muito boa, como se ouviu nas canções».

Agora, sempre numa iniciativa do projeto Lavrar o Mar e no âmbito da programação do 365Algarve, as princesas voadoras vão rumar a Monchique, onde, no pavilhão desportivo da Escola Básica Manuel do Nascimento, o espetáculo vai ser apresentado, de novo em quatro dias seguidos, de 24 a 27 de Outubro, sempre às 21h00. E atenção porque algumas das sessões já estão esgotadas.

Os bilhetes custam 10 euros para adultos e 5 euros para crianças, até aos 11 anos.

Os bilhetes para todos os espetáculos do Lavrar o Mar podem ser comprados na bilheteira online Bol, em https://lavraromar.bol.pt e nos pontos de venda aderentes (Fnac, Worten, etc), bem como em Monchique, na Biblioteca Municipal, ou em Aljezur, na Casa Lavrar o Mar, na Rua João Dias Mendes, 46.

O Lavrar o Mar conta com os apoios das Câmaras Municipais de Aljezur e Monchique. Além do 365Algarve, também apoiam financeiramente o projeto o CRESC Algarve e a DG Artes.

 

Fotos: Elisabete Rodrigues | Sul Informação

 

Comentários

pub
pub