Miranda Harris, cofundadora da associação A Rocha, morre em acidente na África do Sul

A Rocha nasceu na Ria de Alvor e expandiu-se pelo mundo

Miranda Harris, cofundadora, em 1983, com o seu marido Peter Harris, do centro de estudos que mais tarde deu origem à associação ambientalista A Rocha, sediada na Quinta da Rocha, na Ria de Alvor, morreu esta segunda-feira, dia 28 de Outubro, num trágico acidente de viação em Port Elisabeth, na África do Sul.

Peter Harris ficou também gravemente ferido. No acidente, houve ainda duas outras vítimas mortais, Chris Naylor, diretor executivo de A Rocha International, e a sua esposa Susana.

Os responsáveis pel’A Rocha Portugal revelam, num post publicado na sua página de Facebook, que «Peter e o condutor do carro estão a ser tratados num hospital local e estão estáveis. Aguardamos por mais notícias sobre o seu progresso».

O casal Miranda e Peter Harris, com os seus quatro filhos, que frequentaram a escola pública local, viveu durante cerca de uma década na Cruzinha, na Ria de Alvor, o centro de estudos do ambiente inspirado nos princípios da fé cristã e na necessidade de cuidar de «todas as criaturas de Deus».

 

Peter Harris

Aqui o casal recebeu investigadores de várias nacionalidades, em especial vindos de universidades britânicas e portuguesas, que estudaram a fundo a fauna, a flora, a geologia daquela importante zona húmida algarvia, bem como de outras zonas de grande importância ecológica no Algarve e no país.

Em 1995, com o projeto português estabelecido e sob gestão lusa, a fundação internacional A Rocha, para responder a solicitações que lhe chegavam de várias partes do mundo, resolveu expandir o seu conceito.

Peter e Miranda Harris foram então incumbidos da missão de estabelecer e gerir centro de estudos semelhantes à Cruzinha, nomeadamente em França, Quénia, Líbano, Canadá e Reino Unido.

A história da Cruzinha e d’A Rocha foi contada por Peter em dois livros, escritos em inglês: Under the Bright Wings (Regent College Publishing, 2000), e Kingfisher’s Fire (Monarch, 2008).

Com a morte de Miranda Harris, é toda uma era da fundação A Rocha que desaparece. «Este é um profundo choque para toda a família A Rocha e outros, que travaram conhecimento com eles, à volta do mundo. A Rocha em Portugal tem uma dívida eterna para com o casal Harris, pois foram eles os cofundadores do trabalho de A Rocha, quando este começou, precisamente em Portugal».

 

Comentários

pub
pub