Mais de metade dos algarvios ficou no sofá ou na praia e não foi votar

Algarve teve segunda maior taxa de abstenção do país

Mais de metade dos algarvios não foram votar nas Legislativas deste domingo, 6 de Outubro. A taxa de abstenção foi de 54,17%, subindo em relação às eleições de 2015 e fixando um novo recorde regional. Em todo o país, só em Bragança é que os números foram mais elevados (55,1%). 

A abstenção, no Algarve, foi bem superior aos números nacionais, que foram de 45,50%.

No ato eleitoral de 2015, a abstenção na região tinha sido 48,62%. Agora subiu e muito.

Analisando concelho a concelho, Monchique foi onde votaram mais pessoas: a abstenção foi de apenas 37,86%. Em todos os outros municípios, a taxa foi superior a 40%.

Há, ainda assim, um dado curioso. Foi nos concelhos mais periféricos que os números da abstenção foram menores: Aljezur (48,53%), Vila do Bispo (46,75%), Alcoutim (43,75%), e Monchique (37,86%).

No polo oposto, está Albufeira, o município onde menos pessoas foram votar, com uma abstenção de 59,34%. Logo de seguida, com números bem próximos, aparece Vila Real de Santo António (59,33%).

Mas não foi só aqui que os dados foram altos. No maior concelho do Algarve, mais de metade das pessoas não foram votar. Falamos de Loulé, que teve uma abstenção de 57,2%.

 

Monchique foi o concelho onde a taxa de abstenção foi menor

 

Outra curiosidade é o facto de Lagos, que até elegeu Maria Joaquina Matos, antiga presidente da Câmara, como deputada do PS, ter tido uma elevada taxa de abstenção: 55,08%.

Em Faro, a capital do Algarve, quase metade dos eleitores não foram às urnas. A abstenção foi um pouco menos de 50%, fixando-se nos 49,48%.

Quanto a Portimão, segunda cidade de maior importância no panorama regional, a abstenção ultrapassou mesmo a metade: 54,4%.

Os números das restantes cidades foram: Olhão (56,99%), Silves (52,34%), Lagoa (52,45%), São Brás de Alportel (50,78%), Tavira (50,97%) e Castro Marim (53,12%).

Nestas Legislativas, o Partido Socialista foi o partido mais votado nos 16 concelhos algarvios. Os lugares algarvios na Assembleia da República distribuíram-se pelo PS (5), PSD (3) e Bloco de Esquerda (1).

Já nas Eleições Europeias, de Maio deste ano, a taxa de abstenção, no Algarve, tinha sido muito alta, fixando-se nos 73,08%.

Apesar de, tradicionalmente, a abstenção ser maior nas Europeias, o número de algarvios que vai votar, seja qual for o ato eleitoral, parece diminuir cada vez mais.

A praia e o sofá são os grandes vencedores.

Comentários

pub
pub