Lagoa acolhe mostra sobre 40 anos da Universidade do Algarve

Esta é uma exposição itinerante

A exposição “Universidade do Algarve – 40 anos a criar futuro” está patente, até 24 de Outubro, no Auditório Carlos do Carmo, em Lagoa.

Na inauguração, esta quinta-feira, dia 3, estiveram presentes a vereadora Ana Martins, Águas da Cruz, presidente da Assembleia Municipal de Lagoa, e Paulo Águas, reitor da Universidade do Algarve.

A exposição teve o seu início no dia 9 de Maio, no átrio principal do Palácio de São Bento, em Lisboa, por ser a única universidade portuguesa criada por Lei da Assembleia da República.

Na inauguração, Ana Martins salientou que, tal como a UAlg, Lagoa tem como referência o 16 de Janeiro, como data da criação do concelho, mas de 1773, salientando que a autarquia tem vindo a reforçar a cooperação direta com esta Instituição de ensino superior e de investigação científica, tratando-se de um parceiro estratégico na região.

 

 

Por isso, está em curso, em Lagoa, «o desenvolvimento de um conjunto de projetos, nomeadamente o projeto Aprender+, planos de inovação pedagógica, apoio financeiro a bolsas de mérito daquela entidade, bem como de cursos de verão a estudantes do ensino secundário e o Município é também um dos patrocinadores da exposição».

Esta exposição tem como objetivo mostrar e explicar o que aconteceu ao longo dos 40 anos de existência da Universidade do Algarve, fazendo a simbiose entre o tradicional e o tecnológico.

Pretende também retratar momentos importantes, desde a sua génese até à atualidade, dando a conhecer ainda as linhas de investigação da UAlg, bem como o seu compromisso com os 17 objetivos definidos no contexto da Organização das Nações Unidas (ONU).

A exposição “Universidade do Algarve – 40 anos a Criar Futuro” estará patente até ao dia 24 de Outubro e vão ser promovidas visitas guiadas aos estudantes do ensino secundário do concelho para incentivar o prosseguimento de estudos por parte dos jovens.

Comentários

pub
pub