Há 4,1 milhões de euros para investir na eficiência energética no Algarve

Condições para aceder aos apoios serão explicadas em sessões que terão lugar em Faro no dia 31

Há 4,1 milhões de euros de Fundos da União Europeia disponíveis para apoiar projetos de eficiência energética, no Algarve, ao abrigo de dois concursos abertos em Setembro pelo Programa Operacional CRESC Algarve 2020.

As duas linhas destinam-se a apoiar projetos no domínio temático da promoção da sustentabilidade e eficiência dos recursos, apresentados por autarquias, empresas e instituições particulares de solidariedade social (IPSS).

«Com o objetivo de apoiar a transição para uma economia de baixo teor de carbono em todos os setores, o apoio do CRESC Algarve 2020 prevê não só o recurso a fontes de energia renováveis como a racionalização dos consumos», explicou a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve, entidade que gere o programa operacional algarvio.

A taxa de apoio para empresas, autarquias e IPSS «pode atingir 70% e, cumulativamente, dar acesso a um apoio reembolsável de empréstimo sem juros a oito anos, com possibilidade de prémio de 30%».

A entrega de candidaturas para o aviso das empresas poderá ser feita até 12 de Dezembro de 2019. O concurso destinado às IPSS (1ª prioridade) e às autarquias de Alcoutim, Lagoa, Monchique, Tavira e Vila do Bispo (não apresentaram candidatura no aviso anterior) foi alargado até 30 de Janeiro de 2020.

Os interessados poderão saber mais sobre os concursos em duas sessões de esclarecimento que terão lugar no dia 31 de Outubro, no auditório da CCDR Algarve, em Faro.

A primeira sessão está marcada para as 11h00 e destina-se às empresas. Às 14h30, será a vez das autarquias e IPSS saberem mais sobre estas linhas de apoio. As inscrições são gratuitas, mas obrigatórias.

Ambas as iniciativas são promovidas pela Autoridade de Gestão do PO CRESC Algarve 2020,em parceria com a Direção-Geral de Energia e Geologia, a Agência para o Desenvolvimento e Coesão (AD&C) e o Órgão de Acompanhamento das Dinâmicas Regionais.

Comentários

pub
pub