Gesto de solidariedade dá nova incubadora ao Hospital de Faro

Incubadora é uma Giraffe Omnibed, da marca General Elétric

O serviço de Neonatologia do hospital de Faro tem, desde 29 de Julho, uma nova incubadora, oferecida por um benfeitor. O aparelho custou 18020 euros e o objetivo é agora lançar uma nova campanha para comprar outra. 

O desafio foi lançado, em Novembro do ano passado, pela associação algarvia Nascer Prematuro, que até organizou uma gala solidária, no Teatro Lethes.

Um benfeitor acabou por cobrir a totalidade do valor da incubadora, sobrando ainda «algum dinheiro para comprar outra, mais simples e mais barata», disse, ao Sul Informação, Elsa Silva, da Nascer Prematuro.

Agora, para agradecer a compra do tão desejado equipamento, a associação vai organizar um lanche, no dia 17 de Novembro, com a colaboração do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA). Haverá atividades e atrações para as famílias e para os meninos que nasceram prematuras.

Além disto, será lançada uma «nova campanha para angariar mais 6000 euros para a aquisição de outra incubadora», anunciou Elsa Silva.

No Algarve, segundo dados desta associação, nasceram, no ano passado, 3749 bebés, dos quais 176 foram prematuros com menos de 35 semanas e 1,5 quilos.

De resto, no passado mês de Agosto, a falta de incubadoras levou a que uma grávida tivesse de ser transferida do hospital de Faro para Lisboa. O bebé acabaria por morrer.

Comentários

pub
pub