Faro tem mais 75 lugares na rede de pré-escolar pública

Foram ontem inauguradas três novas salas de pré-escolar.

Faro inaugurou ontem três novas salas de pré-escolar na Escola EB1 do Bom João, que permitiram alargar a oferta pública a mais 75 crianças.

7 de Outubro é, de resto, um dia que entrará para a história do Agrupamento de Escolas Tomás Cabreira, já que passou a ter uma valência que antes não existia.

«O Agrupamento Tomás Cabreira não tinha pré-escolar. Agora, tem três salas, cada qual com uma capacidade máxima de 25 crianças. Com esta nova oferta, garante-se a sequencialidade», disse ao Sul Informação o presidente da Câmara de Faro Rogério Bacalhau.

As salas situam-se num edifício construído de raiz num terreno contíguo à EB1 do Bom João, no local onde existia «um parque infantil muito degradado».

«Este era um espaço que estava desaproveitado. Assim, foi uma boa opção construir aqui estas três salas, até porque nesta zona da cidade não havia oferta de pré-escolar do ensino público», acredita Rogério Bacalhau.

 

Rogério Bacalhau e Ana Paula Marques, diretora do agrupamento Tomás Cabreira, descerram placa das salas de pré-escolar da EB1 do Bom João

 

«Eu conheço bem a rede e o sistema de ensino, em Faro, e temos vindo a apostar nesta área. Nestes últimos seis anos, já fizemos intervenções em praticamente todas as escolas do 1º ciclo e temos vindo a aumentar a rede de pré-escolar», afirmou o edil farense.

«Em 2009, tínhamos 11 salas, com estas ficamos com 21. Ou seja, quase que duplicámos a oferta. No total, temos agora 500 e poucos lugares na rede pública. Mas há, ainda, 900 lugares no sistema solidário e cerca de 300 no privado, pelo que há margem para crescer», disse.

Tendo isto em conta, a Câmara de Faro tem projetos «para ampliar a rede de pré-escolar, em termos de edifícios, nomeadamente para a construção de uma nova escola com esta valência».

Além de aumentar a oferta para os munícipes mais novos, a construção das três salas assegurou a criação de nove postos de trabalho, três para educadoras de infância, outros tantos para animadoras e também três para auxiliares.

 

 

Mas a maré de contratações não ficou por aqui. «Este ano temos mais 13 auxiliares e as três animadoras, para resolver alguns problemas que tínhamos nos diferentes agrupamentos».

«Vamos lançar agora um novo concurso para ter sempre em aberto a possibilidade de ir buscar pessoas. Tendo em conta que há sempre quem se reforme ou quem esteja de baixa, precisamos de ter uma reserva que a qualquer momento podemos lá ir. É isso que vamos fazer», anunciou Rogério Bacalhau.

«Neste momento, daquilo que são os rácios e as indicações das escolas – porque temos mais gente nas escolas do que os rácios exigem -, temos tudo colocado», assegurou.

A Câmara de Faro tem cerca de 350 funcionários nas escolas – «eram 250, mas por força da transferência de competências, vamos receber mais 100 trabalhadores».

«Fizemos um concurso há três anos, no âmbito do qual já contratámos mais de 100 pessoas. E, ao início, era só para cerca de 50 funcionários, mas metemos muito mais do dobro disso», concluiu o presidente da Câmara de Faro.

 

Fotos: Hugo Rodrigues|Sul Informação

Comentários

pub
pub