Está em consulta pública a classificação da Torre da Lapa

Consulta Pública dura até ao dia 25

Torre da Lapa – Foto: Elisabete Rodrigues|Sul Informação

O processo de classificação da Torre da Lapa, em Lagoa, como Monumento de Interesse Público (MIP) está em fase de consulta pública até ao dia 25.

Toda a documentação associada ao processo pode ser encontrada online, no site da Direção-Geral do Património Cultural.

A ideia de classificar esta antiga atalaia, situada no Vale da Azinhaga, em Ferragudo, concelho de Lagoa, partiu da Junta de Freguesia local, então presidida por Luís Alberto.

A intenção inicial era classificar como imóvel de interesse concelhio, mas, graças à intervenção da Câmara de Lagoa e da sua vereadora Anabela Simão, em 2015, a Direção Regional de Cultura do Algarve decidiu avançar para uma classificação de grau superior, como monumento de interesse público.

Esse processo acabou por ser oficialmente lançado em Agosto de 2017, com a publicação em Diário da República da «abertura do processo de classificação, por parte da Direção Geral do Património Cultural».

 

A Torre da Lapa, com Carvoeiro lá ao fundo – Foto: Elisabete Rodrigues|Sul Informação

 

A 20 de Março de 2019, o procedimento de classificação como Monumento de Interesse Público (MIP) da Torre da Lapa recebeu parecer favorável da Secção do Património Arquitetónico e Arqueológico do Conselho Nacional de Cultura. A concordância de Paula Araújo da Silva, diretora-geral do Património Cultural, foi dada a 29 de Março.

Antes disso, em 2018, a Torre da Lapa foi alvo de um restauro cuidadoso, por iniciativa da Câmara, que permitiu devolver a dignidade a este monumento.

Depois do concluído o corrente processo de consulta pública, durante o qual qualquer cidadão pode apresentar sugestões, «haverá lugar à pronúncia final e respetivo despacho da Secretária de Estado da Cultura».

«Obtida a classificação como MIP, a Torre da Lapa torna-se o quarto imóvel com grau de interesse e salvaguarda nacional no concelho de Lagoa, juntando-se ao Castelo de São João de Arade, na mesma freguesia, à Igreja Matriz de Estômbar e ao Forte e Capela de Nossa Senhora da Rocha, em Porches», segundo a Câmara de Lagoa.

A Torre da Lapa ou da Marinha «é uma atalaia do século XVI erigida no topo de uma arriba junto ao Vale da Azinhaga, na freguesia de Ferragudo. Esta estrutura militar quinhentista integrava um cordão de vigias que complementavam o sistema defensivo costeiro do território português, do Minho ao Algarve, e cuja finalidade era alertar a defesa em terra e as populações do litoral para as ameaças de corso e pirataria, ou outras que chegassem por mar».

Comentários

pub
pub