CDU fora do Parlamento é «perda para o Algarve»

Objetivo de voltar a eleger um deputado não foi conseguido «por umas décimas»

«O Algarve, os trabalhadores e a população é que ficam a perder sem a eleição da CDU». Esta é a reação de Tiago Raposo, o cabeça de lista pelo círculo eleitoral de Faro que não conseguiu ser eleito deputado nas Legislativas deste domingo, 6 de Outubro. 

Ao Sul Informação, Tiago Raposo disse que o objetivo de voltar a eleger um deputado não foi conseguido «por umas décimas».

«Foi por poucos votos, mas não atingimos a nossa meta e era expetável que conseguíssemos um deputado», acrescentou.

Tiago Raposo foi o cabeça de lista, em detrimento de Paulo Sá, deputado, eleito pelo Algarve, de 2011 a 2019. A mudança não terá sido crucial neste resultado negativo para a CDU?

Na opinião de Tiago Raposo, «da nossa parte, não falhou nada». «Fizemos uma campanha muito intensa, também na sequência do que já tinha sido o trabalho do Paulo Sá. Percorremos os concelhos todos. Estivemos nas ruas, nos locais de trabalho, onde estava o povo. Identificámos problemas e apontámos caminhos», disse ao nosso jornal.

Mesmo sem um deputado, Tiago Raposo garantiu que o trabalho «continuará a ser feito», ainda que numa «conjuntura mais difícil».

«Onde as populações precisarem de nós, lá estaremos. Contarão com a CDU, como até aqui, mas, como é óbvio, com menos condições», considerou.

Em termos coletivos, apesar de ter perdido deputados a nível nacional, Tiago Raposo diz que a CDU sai destas eleições…«mais reforçada».

«Temos um conhecimento mais aprofundado dos problemas e dos caminhos para os resolver. Quem se prejudica mais, são as populações e os trabalhadores do Algarve que vão deixar de ter uma voz, na Assembleia da República», reforçou.

Quanto a um futuro Governo, o cabeça de lista pelo Algarve disse que «dificilmente voltará a haver um acordo, em papel, como existiu» nos últimos quatro anos.

«Acho que as palavras de Jerónimo de Sousa foram reveladoras. O PS e o PCP, só por si, em termos de mandatos chega para uma maioria, mas mantemos o que dissemos nos últimos quatros anos: todas as medidas que forem boas para os trabalhadores e para o povo, lá estarão os votos da CDU. Caso contrário, contem com o nosso chumbo», concluiu.

 

Clique aqui para conhecer todos os resultados eleitorais do Algarve

Comentários

pub
pub